quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A queda: como cair do céu foi tão simples

A queda tem velocidades terríveis
A alma se eleva em pesadelos noturnos
Numa loucura soturna do futuro passado
Diante da morte final a vertigem
Antes de atingir o chão uma descoberta surge
Que a lógica violenta tinge tudo de cores fúnebres
Até o azul do céu tão distante
Si transtorna e transforma
Cair do céu é tão simples


Não pra nós, avaianos
A nós não foi permitido
Nem a sensação da perda que ao ver se exagera
Perceber a velocidade terrível da queda


Hoje fomos almas em câimbras de uma tristeza incompleta
Dessa queda em velocidade terrivelmente lenta
Que nos deixou apenas com um semblante de loucos paranoicos
Por não sentir a velocidade terrível da queda


Assim, saímos hoje da Ressacada
Torcedores resvalando diante do abismo 
Por nos ocultarem terrivelmente a velocidade da queda
Não se ouviu nem viu nem um de nós chorar
Nem um som estrondoso


Arrancamos nossas asas 
E despidos delas
Caímos num silêncio ensurdecedor.
(como cair do céu foi tão simples)




(Esse texto é uma adaptação livre que eu fiz da letra da música “A queda” do Lobão)
Imagem: Montagem de Larissa Poeta

10 comentários:

Serjão Jr disse...

Vamos logo ali e ano que vem voltamos. Hehehe

A Justiça tarda mais não falha! disse...

Como iriam chorar por uma coisa certa que já estava anunciada desde a primeira rodada do brasileiro e de onde nunca sairam???? E o pior é que mesmo na "merda" não deixam a soberba de lado; até na queda se acham... Pelo amor, agora estão no lugar certo e rumo a mais um rebaixamento. Boa sorte cambada de arrogantes...

Cristiane disse...

Quem é vc q não se identifica e que se acha a humildade ao ponto de vir nos chamar de arrogantes, "soberba" para né ooo

Pablo Antony disse...

Pessoal,

Deixemos os covardes que não se identificam de lado com o abobado ou abobada acima. Agora temos que trabalhar e continuo achando que precisamos protestar, não pela queda, que de fato já ocorreu, mas para exigir medidas que façam com que nos recuperemos ano que vem! Esta cambada que anda pela Ressacada não tem condições que dirigir time algum!

Kk de Paula disse...

Como é chato, escrever um texto apaixonado, como é a alma do torcedor avaiano, é ter que ler esse tipinho escrevendo aqui no blog.
Eu deveria ser menos democrática, mas não consigo.
Uma gozação cairia bem melhor.

A JUSTIÇA TARDA MAIS NÃO FALHA!!! disse...

POR QUE A VERDADE DÓI, NÉ AMIGA?????? E OUTRA: COM VOCÊS NÃO SE PODE FAZER NADA. POR QUE A DOR DE VOCÊS DEVE SER DIFERENTE DAS DOS OUTROS, TUDO QUE VEM DE VOCÊS É SEMPRE MELHOR, MAIS IMPORTANTE. ATÉ A DOR, ATÉ A QUEDA, ATÉ AS PALAVRAS MUITAS VEZES ROUBADAS DE OUTROS PARA SE FAZER ENTENDER. SOBERBA EM DEMASIA FAZ MAL........

Kk de Paula disse...

Cara, não roubei palavras de ninguém, e está escrito abaixo do post que esse texto é letra de uma música do Lobão que eu adaptei livremente de acordo com o meu sentir.
Olha, com certeza tu me conheces, então a coisa é pessoal. Mas ao menos sabes com quem falas, já eu não sei a quem estou respondendo.
De ti só posso antever covardia, coloca o teu nome, coloca palhaço.
E que fique bem claro, não sou "amiga" de anônimos.

Anônimo disse...

Uma perguntinha: a senhora acha que tem talento para escrever poesias?

Kk de Paula disse...

Se fosse o caso, eu teria um blog de poesias. Esse blog é escrito por uma avaiana. Simples assim.

Larissa disse...

Quanta complexo de inferioridade nessa pessoa anônima! Coisa de cabeça de bagre, entrar em blog de torcida que não é a sua, escondido em anonimato, pra PENSAR que ofendeu em alguma coisa, quando só mostrou seu complexozinho. Puf!