quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Que o Natal seja Azul pra todos!!



Desejo para todos um feliz e Santo Natal!
Que o menino Jesus ilumine todas as famílias do mundo.
Que o amor dessa criança leve a paz aos países destruídos por guerras e
que seu exemplo de justiça, seja seguido pelos Homens do nosso País: roubado e envergonhado por tanta corrupção.

Para o nosso Avaí desejo que esse céu Azul, lugar para onde elevamos nossos olhos em orações de pedidos e agradecimentos, reflita no sul da ilha, e o Avaí salde a dívida com os jogadores que trabalharam, como profissionais até o último jogo, pra nós e por nós na conquista desse acesso que nos orgulhou e alegrou. 
O Avaí retomou o caminho dos Clubes da elite, mas também é urgente e necessário retomar o caminho do Clube onde os jogadores querem vir jogar.
Que o Amor do Menino Jesus nos faça cada vez melhores!
Reconhecimento, humildade, justiça e glórias!!!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Renan nos deu 'uma volta'

Foto: Jamira Furlani/Avaí FC

Quem conhece e acompanha o futebol jamais vai negar a importância de um bom goleiro.
Esse que veste a camisa 1 é paradoxalmente o primeiro e o último homem.
Dele pode sair um contra ataque avassalador quando coloca a bola em jogo; e dele se espera que salve a pátria quando todos já estão batidos. O último o derradeiro o que salva um gol do adversário, pode ser o primeiro que inicia a jogada de um gol.
Mas o que se quer, se espera e se implora pra ele, é a salvação última. Aquele pedido onde juntamos as mãos, elevamos os olhos para o céu e rezamos ao 'deus-de-luvas':  Nos salve! Se ele atende nossos pedidos continuamos seus fieis adoradores, mas se esse ser-divino deixa passar a redonda que precisa ser parada e ela segue girando até beijar a nossa rede...
O mundo da volta, a bola da voltas... Essas maravilhas redondas nos surpreendem sempre. Elas giram!
O nosso 'deus-de-luvas' de nosso 'azul-mundo-bola' nos deu 'uma volta'!
O movimento es(fera)!
O 'giro' do Renan 2016/2017, Copérnico 1473/1543 já havia apontado a verdade quando desmentiu a crença dos fieis.

CD aprova novos valores para os sócios do Avaí

Foto: Avai FC/Oficial

Novos valores/mensalidades para os sócios a partir de 2017, aprovados pelo Conselho Deliberativo na noite de ontem:

Setor A
Conselheiros: R$ 260,00
Adulto: R$ 100,00
Mirim: R$ 25,00

Setor B
Adulto: R$ 40,00
Mirim: R$ 25,00

Setores “C”, “D” e “E”
Adulto: R$ 60,00
Mirim: R$ 25,00

Área Vip
Adulto: R$ 130,00
Mirim: R$ 35,00
Obs.: Mirim corresponde até completar 13 anos.

IMPORTANTE:
O Presidente Battistotti destacou que o sócio que fidelizar o seu pagamento através das modalidades “débito em conta”, “crédito” e ou “débito conta CELESC”, todos terão desconto de R$ 10,00 sobre a mensalidade. A proposta aprovada pelos Conselheiros acaba também com as modalidades “Masculino” e “Feminino”. Assim, todas as mensalidades terão o mesmo valor.

Fonte: Site Oficial do Avaí Futebol Clube

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

O que disse Joceli no Debate Diário de ontem



Entrevista com Joceli/Diretor de Futebol: Debate Diário de 13/12/16 - Rádio CBNdiário 

"Encontrei o grupo dividido quando assumi esse ano. Falei para os jogadores: esse grupo aqui é muito bom, não vai vir mais ninguém. Claudinei quando chegou tratou todo mundo igual. O vestiário ficou bom. Mesmo com toda dificuldade financeira, conversamos com os atletas sem mentir. Conseguimos chegar aonde nós chegamos. Claudinei deu esquema de jogo ao time Avaiano. O trabalho do Evando também foi muito importante. Estamos ainda com problemas financeiros, o presidente está no Rio de Janeiro batalhando para resolver esse problema e colocar a casa em dia." 

Sobre renovação do Renan: "A esposa quer ficar. A definição do Renan é hoje! Sabemos que o atleta fica a merce do empresário. O Renan tem intenção de ficar, mas ele tem 3 propostas: Vasco, Atlético/Go e Chapecoense. Não existe diferença de salário, o Avaí está oferecendo o que o goleiro pediu. Pode ser que o que esteja dificultando seja o que Avaí ainda está devendo pra ele. Salário de novembro, décimo terceiro e o prêmio pelo acesso. A briga do presidente é pra acertar os salários atrasados com os jogadores."  Na opinião do Joceli, Renan está mais para renovar do que pra sair.

Contratos renovados: Claudinei (técnico) e os jogadores Alemão, Capa, Judson, Luan, Lucas de Sá/Chapecó, João Paulo, Renato e Vinícius Pacheco.

Rômulo tem contrato até 2018. Só sairá se entrar um bom dinheiro para o Avaí.
Marquinhos: "clinicamente está curado. Dr. Funchal disse que esse ano é o ano do Marquinhos."
Betão: "O Santos está interessado no Betão, mas o Clube ainda não falou com o Avaí. Betão tem contrato até Julho."
Fábio Sanches: "acertou com o Goias. Proposta do Avaí foi igual ao do Goias, mas como os salários no Avaí atrasaram, ele preferiu ir para o Goias."

Perguntado pelo interesse no Lins, Joceli respondeu: - Quem é?
Carlos Alberto: "eu não posso dizer que o Avaí não tenha interesse. Mas eu não vou trazer ninguém que o Claudinei não queira."
Wellinton Paulista: "Acho um bom jogador, mas a princípio não tem nada."
Lucas Coelho: "ainda fica fora por mais dois meses devido a lesão. Continua em tratamento no Grêmio. Então nós vamos esperar pra ver se vai nos interessar quando for liberado."
Roni do Cruzeiro: "Tentamos, mas é muito difícil."
Uescley do Atlético MG: "Não foi ventilado o nome dele."
Contratações: "Vamos ter que trazer dois zagueiros e atacantes, no mínimo 3."
Aproximação com o Flamengo: "se o Flamengo nos colocar uma lista e o Claudinei tiver interesse em algum, nos vamos trazer. Mas ainda não há nada certo."
Eduardo Uram: "tem uma parceria com o Avaí. Ele representa alguns atletas do Avaí."
Elenco: "Vamos trabalhar com 28 a 30 atletas. E com alguns atletas da base que estão sendo observado pelo Claudinei. Vamos guardar um verba para fazer ajustes: contratações pontuais após o estadual.
"O Avaí precisa no mínimo disputar o título do estadual." 

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Somos todos 'Condás'



O arco se faz curvo para lançar sua flecha.
Essa flecha que se projetou velozmente primeiro em Santa Catarina e depois no Brasil, foi se elevando mais e se deixou ver pela América do Sul e hoje, o mundo conheceu a força do movimento de um Clube que tem no seu arco as mãos de toda uma cidade que soube abraçar o sonho do Índio: 
Fez novamente do Brasil o seu território. E fez mais, fez o mundo ter uma só bandeira, um só escudo, um só Clube e todos 'Condás'.
O  arco do índio Condá curvou curvando o mundo ao lançar sua flecha ao ritmo de sua alma, e fez os colonizadores ouviram o brado em pranto dos colonizados: 
"Quebrei a lança, lancei no espaço
Um grito, um desabafo
E o que me importa é não estar vencido
Minha vida, meus mortos, meus caminhos tortos,
Meu sangue latino, minha alma cativa." 
(trecho da música Sangue Latino de João Ricardo)


sábado, 26 de novembro de 2016

Avaí: Elite, Raça e Glórias

Elenco, comissão técnica e dirigentes Vice campeões 2016 - Foto: Jamira Furlani/AvaíFC

Queridos, que sábado!
Inteiro Azul: da ilha as camisas vestidas no sul da ilha!
E olha que o sábado amanheceu cinza, mas ao se aproximar a hora do jogo... o céu foi se mostrando a cada minuto mais e e Azul surgiu por inteiro acima de nós. Assim como o nosso Clube nesse brasileiro.
Pra cima e por cima. Foi desse jeito que o Avaí terminou o ano de 2016. 
Num jogo festivo e solidário, a torcida Avaiana vestiu seu manto sagrado e comemorou mais uma conquista épica do Avaí, tanto quanto ajudou a família do nosso querido Renanzinho.
Perfeito sábado, perfeita a festa que fecha a segundona e abre, desde já, a nossa nova série.
Somos Elite, Somos Avaí, Temos Raça, Temos glórias!
Salve o Avaí e os Avaianos!
(Só nós temos um capitão Japonês e um ídolo que tem permissão pra jogar vestindo a 12)

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Nesi Guerreira Furlani



A felicidade pelo acesso foi comemorada, compartilhada, curtida, vivenciada e eternizada.
Somos milhares e cada um de nós festejou no sábado e no domingo do seu jeito, da maneira que desejou e como pode:
os que festejaram in loco (todos os que estavam em Londrina) e tantos que festejaram na ilha, em Santa Catarina, no Brasil e no exterior no sábado.
No domingo se festejou no sul da Ilha, na nossa casa, se festejou em cortejo com carros alegóricos, a pé de carro e claro, culminou na Beira Mar.
Avaianos conhecidos desfiram no alto dos carros que saíram da Ressacada, falaram com a torcida no Koxixos e se entregaram nos braços dos anônimos iguais: Os Avaianos!

Mas...
Faltou uma guerreira nessa festa!
Faltou a fiel Avaiana cujo coração de Leão estava em casa se recuperando de uma cirurgia;
Faltou a mulher que representa a força, a raça e o amor de todas nós;
Faltou a diretora que nunca foge da raia;
Faltou a Nesi desfilando, sempre muito bem vestida de Azul, pelas ruas da Ilha ao lado dos seus 'meninos' vitoriosos, de seu Clube em glória, da sua cidade feliz.
Mas...
O tudo, todos e o todo desse dia representam o tamanho dessa mulher. O  domingo uniu o Azul do mar, do céu, das nossas camisas e dimensionou esse dia na grandeza da ausente.
Saiba, guerreira, que todos os corações presentes tu que fortaleces com teu exemplo, em sendo assim, te ofereço todos eles para que batam junto ao teu. O sangue que os pulsa é o mesmo: Azul.
Obrigada por sempre acreditar no Avaí, Nesi Brina Furlani!
(cá entre nós duas: no domingo eu estava conversando com a mãe, contando tudo sobre a festa na Beira-Mar e disse pra ela no final: senti falta da Nesi desfilando junto com os jogadores. E a mãe me respondeu: escreve alguma coisa pra ela, Kátia, ela merece!)

domingo, 20 de novembro de 2016

Marcos Vicente dos Santos: o Guerreiro Azul

Foto: Cristiano Estrela/Agência RBS

Tua caminhada pela história Avaiana é repleta de amor e dedicação, honra, conquistas e entrega total. Contada  no tempo e pelo tempo passando por teus joelhos, teu coração e  tua alma.
Se tua capacidade física o tempo diminuiu, a tua importância ele agigantou.
És gigante, Marcos!

Tuas dores, superações e paixão incondicional nos trouxeram conquistas.
A desse ano em particular!
Quando muitos se apavoraram, quando tantos se afastaram, quando os 'sem dores' se acovardaram, tu urrasses como Leão que és.
Hoje voltasses pra Ressacada, a tua casa, chorando.
O choro do fiel conquistador, do abnegado, do visionário. 
Tuas lágrimas são do Homem que representa toda uma nação e nós choramos contigo porque teu choro é do vitorioso que és, do Avaiano que sempre fosses, do capitão que não abandona nunca o navio, do maior ídolo do Avaí Futebol Clube.
Cada lágrima tua engrandece todos os homens do vestiário, toda a torcida Avaiana.
Tu és honrado e nos devolves a honra por seres tão nosso.
Obrigada, Marcos Vicente dos Santos!
#GuerreiroAzul

sábado, 19 de novembro de 2016

E do nada...fez-se o Azul!!!



O que escrever sobre esse acesso?
Muitas coisas que vieram de um nada.
Nada no início do ano poderia apontar pra essa conquista.
Mas em se tratando de Avaí, o 'nada' tem sempre algo escondido.
E é esse paradoxo que escreve, nos gramados, a nossa história de glórias.
Lágrimas salgadas, pela maresia do azul que lambe a nossa Ilha, se misturam ao suor da nossa torcida, do nosso time, da nossa camisa que espelha céu e mar e molham nosso sorriso orgulhoso pela raça ética do nosso Clube.
Avaí é assim, tão assim que sabe dizer sim quando muitos dizem não.
Sim, nós subimos e subimos mais uma vez em campo. 
Obrigada pela coragem Presidente, e todos os que estiveram ao teu lado quando tudo parecia ser um 'nada' por fazer. Vocês fizeram! 

AAAAAA eu tô mAlucA!!!!!!!!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Enquanto sábado não chega...

Foto: Frederico Tadeu/Avaí FC


Qualquer palavra dita, antes dos noventa minutos desse jogo de sábado, deve ser seguida pelo silêncio que o imprevisível futebol exige. Como exige a oração!
Nada aqui é certo antes do apito final. Tudo aqui é loucura que cega e cala tanto pra lá do impossível, quanto pra cá do previsível.
Assim se alimenta a paixão dos que seguem o jogo antes, durante e depois que a bola rola.
A lógica passa longe dos gramados e essa ausência se agiganta quando o Avaí entra em campo. Tentar entender, explicar e definir a mística Avaiana é pura pretensão dos incautos. Não escolhemos a mística, ela nós escolheu: deve ter seus motivos. Mas como tudo que é divino, nos falta a capacidade de conhecer seus porquês.
Aos de fé e aos apaixonados é permitido acreditar, sempre.

#VamosSubirLeão