quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Faça-se a Paixão


Não aceitemos como óbvias e evidentes todas as coisas, todas as ideias, todas as atitudes, sem uma profunda reflexão.

Que ciência pode afinal vir explicar o comportamento da torcida avaiana no jogo de ontem? Uma torcida aparentemente esfrangalhada, sem vestígios de autoestima, acossada por cães sedentos de protagonismo, ressurge das cinzas, como fénix e explode usando não a pólvora que destroe, mas a voz que cria e realiza.
E Deus disse: - Faça-se a paixão.
E a Torcida Avaiana se fez.
Quanta paixão sonorizada se pode ouvir ontem na Ressacada.
Quanta presença nesse som da paixão.
Presença. Paixão. Essa é a lição de ontem.
Esse é o recado do torcedor ao seu Clube e aos seus jogadores.

4 comentários:

Seu Cunha disse...

Ver a Re$$acada pulsando é sem igual, o torcedor avaiano não merece ver o time nessa situação, merece menos ainda ter uma diretoria como a atual.
Mas tenha a certeza KK, seja na A, na B ou na C, desde que, o time honre a camisa e que os torcedores tenham o devido respeito sempre estarão juntos nas alegrias e nas tristezas.

Abraços!

Anônimo disse...

Destroi vc quis dizer... A Paixão quando não é correspondida a altura acaba, esqueceu? Aqui jaz.

Kk de Paula disse...

Anônimo, jaz o que? O Avaí?
Paixão no futebol não morre nunca!
Muito menos o Avaí.
Vai dormir, vinagre. Torcedor modinha!

jamirafurlani disse...

Esse Anônimo se não é figueira, está na hora de sair do armário e assumir... Deus me livre!!!

Concordo plenamente.

Aliás, Kátia, tem gente que acha que tudo está ruim.. Se der ouro, quer diamante. Nada está bom... Meu Deus! Tenho pena!