terça-feira, 3 de janeiro de 2012

2011-->2012


2011
Queda!

Quantas, de tantas maneiras e modos
Algumas sem modos
Com descuido
Porque não te cuido
Ou não me cuidas
Com avisos
Sem avisos
Doloridas
Do alto pra baixo
Sempre
Quedas.

Mas houve ‘A Queda’
Aquela que nos empurraram
Precipício abaixo
Sem asas
Queda livre
Ao lado da placa que avisa:
- Cuidado, precipício
Empurrados caímos
Que gravidade!
Mas ninguém morreu.
Caímos avaianos

Machucados
Vamos lamber nossas feridas
Cicatrizar com suor nossa pele
Vestir a camisa por cima da carne que sangra.

Mas não há dor que se sustente
Quando o que toca o chão é paixão
Que estrondo!

2012
Sobreviventes, somos!

Nós torcedores
de olhos abertos
voltados para o alto
Ali está
o céu azul.


6 comentários:

GiSevero disse...

que saudades que eu senti de tudo isso... : D

Kk de Paula disse...

Amiga querida, obrigada pelo carinho.

Dinho L V disse...

Idem, Gi !

Kk de Paula disse...

Dinho, obrigada pela força enorme,
Beijos

Marizinha ;* disse...

Elaaaaaaa voltou... que maravilha!
Sou fã e muito do seu blog!

Anônimo disse...

"Pra torcida diz que vai cobrar a diretoria e quando chega na reunião abre as pernas e aceita tudo. ARREGONA" #fato