quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Rancho de amor à Ilha (do Avaí)


Rancho de Amor à Ilha nos jogos

Medida visa a valorização da cultura e dos costumes da Ilha de Santa Catarina

O Rancho de Amor à Ilha, hino oficial da Cidade de Florianópolis, de autoria do saudoso
poeta Cláudio Alvim Barbosa, o Zininho, agora é também a canção oficial dos jogos do Avaí.





Desde o primeiro jogo do ano (Avaí 1 x 2 Chapecoense), o sistema de som da Ressacada
está a executar a música momentos antes do hino nacional.

A medida é uma decisão da diretoria executiva do Avaí Futebol Clube e visa a valorização
da cultura e dos costumes da Ilha de Santa Catarina. Além do Rancho de Amor à Ilha,
a ação prevê que composições musicais de Florianópolis, e de demais regiões do Estado,
sejam executadas antes e durante o intervalo das partidas.

Um pedacinho de terra
perdido no mar!...

Num pedacinho de terra,

beleza sem par...

Jamais a natureza
reuniu tanta beleza
jamais algum poeta
teve tanto pra cantar!


Num pedacinho de terra
belezas sem par!
Ilha da moça faceira,
da velha rendeira tradicional
Ilha da velha figueira
onde em tarde fagueira
vou ler meu jornal.

Tua lagoa formosa
ternura de rosa
poema ao luar,
cristal onde a lua vaidosa
sestrosa, dengosa
vem se espelhar.


Fonte: Site Oficial do Avaí Futebol Clube

7 comentários:

Adir José disse...

Medida que merece os mais fervorosos aplausos.
Chorarei cachoeiras a hora em que todo o estádio acompanhar.

Kk de Paula disse...

Chorarei contigo! Lindo, adorei. Parabéns ao nosso Clube.

GiSevero disse...

ideia realmente digna de todo nosso reconhecimento, aplauso e voz...
Acho que a Ressacada vai toda às lágrimas... hehehe Só de pensar já me arrepio.

Thiago disse...

Como disse o Adir José; o dia que o estádio todo acompanhar vai ser inesquecível!

Kk de Paula disse...

Gi e Thiago, fico imaginando a torcida depois de cantar o Rancho, emendar com o hino mais lindo do futebol. Uia!

Jamira disse...

Toda a torcida cantando o Rancho de Amor à Ilha.

CAMPANHA JÁ!!!

Cláudia Barbosa disse...

E foi uma HONRA ter cantado o Rancho de Amor à Ilha, abrindo o clássico na Ressacada, independente do resultado. Contem sempre comigo!