sábado, 4 de agosto de 2012

Vitória na potência máxima




Um jogo difícil no primeiro tempo para o nosso técnico.
Com 13 minutos ele perdeu Julinho. No jogo anterior esse jogador pediu pra sair porque estava com câimbras e agora, pediu pra sair por causa de dor de dente.
Em seguida Maria perde, por lesão, Jefferson Maranhão.
E era pelas alas que o Ceará nos atacava com perigo, principalmente enquanto Julinho esteve em campo. Além de não saber marcar, não o vejo muito comprometido com as últimas partidas.

No segundo tempo o nosso time criou muitas chances de gols para fazer a virada, já que no primeiro o Ceará saiu na frente e o Avaí empatou com um pênalti discutível.

Uma boa partida de Acosta, Thiesen, dos zagueiros e claro, de Cléber Santana e Diego.
Laércio, que corre pra burro (ufa! até fico cansada  só de olhar), já havia perdido um gol feito, mas aos vinte e nove minutos fez um cruzamento e Acosta subiu mais que o zagueiro e o goleiro adversário, virando o jogo a nosso favor.
Resultado importante e que novamente foi conquistado na raça, na vontade de vencer e também porque temos sim, um bom técnico.
Após o gol da virada nosso time recuou muito, acredito que está faltando confiança e que ela só virá com uma boa sequencia de vitórias.
Falta também qualificar o elenco.
Mais do que jogamos hoje, com esse elenco, não vamos jogar.
Hoje jogamos com nossa 'potência' máxima.
Já estou na torcida para que os jogadores que estão sendo contratados, possam realmente reforçar nosso time. É necessário para pensar em brigar realmente pelas primeiras posições.


2 comentários:

Nesi Brina Furlani disse...

As fotos da feijoada estão ótimas. Foto de quem olha as pessoas com olhos de torcedora. Tem uma mesa de mulheres tão avaianas que a alegria é contagiante. Dá uma olhada

Kaká De Paula disse...

hehehehe, já vi e já coloquei no meu face.