quinta-feira, 22 de março de 2012

Um conselho ao Conselho

Dia vinte e nove desse mês, estará acontecendo reunião do Conselho Deliberativo do Avaí Futebol Clube.
Nessa não estarei presente, pois já pedi meu desligamento.
Mas um item da pauta diz respeito e muito, ao Conselho: Novo Estatuto do Clube.
Nesse item os Conselheiros podem e devem se manifestar, interferir, propor e votar com total isenção. Não preciso dizer que em prol do Clube, dos sócios e dos torcedores.
O item anterior, participação do Departamento de Futebol, pode se transformar numa “pegadinha”. 

Explico:
O Conselho não participa da escolha e nem das decisões desse Departamento; não passa por esse órgão as contratações do elenco, da gerencia e do técnico. Mas é aqui, exatamente aqui nesse item da pauta, que vai entrar a paixão dos conselheiros-torcedores. É aqui nesse item que a discussão vai se estender.
Todos vão querer perguntar, arguir, discordar, questionar e apontar soluções.

As respostas serão dadas, mas nelas não estarão mudanças. Só respostas.
Não podem e não devem, os Conselheiros, levar esse item por horas a fio. Aqui mora o perigo.
Porque se ocuparem a noite toda discutido o que já está aí; quando entrar o item que pode e deve ser discutido com tempo, seriedade e conhecimento e que ainda não está posto, porque precisa sim, da aprovação dos Conselheiros, já será tarde da noite e muitos terão deixado a reunião, ou estarão cansados.
É o último item da pauta que precisa ser discutido, esmiuçado, entendido. Precisará ser bem conhecido, lido por todos, discutido. Frase por frase, artigo por artigo.
Sendo assim, atenção ao penúltimo item, esse não pode se prolongar. Não se deixem levar pela paixão, o importante, é o novo estatuto.
Apenas um conselho aos conselheiros, é a pretensão deste post
 Porque já estive lá e muitas vezes a paixão pelo futebol jogado, não me permitiu ver o todo. O futebol feito fora do campo do jogo. E esse determina e muito, o futuro do Clube.

Uma opinião:
Acho que seria salutar que a eleição para a presidência do Clube, fosse uma consulta aos sócios adimplentes. Mas essa é apenas a minha opinião. Sempre achei estranho o Conselho escolher o presidente. A coisa toda fica muito atrelada, muito diminuta, quase sem respaldo dos que fazem realmente um Clube existir. Seus associados.

10 comentários:

Felipe Matos disse...

KK, concordo com vc, acho que após quase 90 anos de história, chegou a hora do Avaí compartilhar o seu destino com os torcedores, reais responsáveis pela manutenção de sua existência.

Que tal começarmos uma campanha por eleições diretas no avai?

bjs!

Kk de Paula disse...

Eu sou totalmente a favor. E essa proposta deve partir do conselho. Eles terão essa oportunidade ao discutir o estatuto.

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Uma perguntinha que não quer calar: voltaste?

Adriano Assis disse...

Atenção, e comprometimento dos conselheiros com o Clube, o Felipe falou bem, perto dos noventinha tá na hora dos sócios devidamente adimplentes (como disse a Kk) com o clube exercer o direito de escolha!

Carmen Fuhrmann disse...

É a hora do Conselho mostrar seu poderem nome dos torcedores.

decio disse...

Kaká, minha nobre ex conselheira.
Você acha que nesta assembléia será votada a alteração do estatuto ou a apresentação dos estudos feitos pela comissão?
Você não acha que a ida do Departamento de Futebol ao CD responde as indagações dos blogueiros e torcedores sobre a atual crise no futebol e as apresentações pífias nos jogos? Não cabe ao CD cobrar?
Acho também que as eleições devam ser diretas. O que me preocupa são os inadimplentes. Um candidato com dinheiro coloca em dia os atrasados e ganha a eleição. Se ele for do, tudo bem. E se ele tiver outras intenções? E se ele for o cara da campanha MFZ?
Nem tudo no Avai não é fácil. Estás lembrada da cobrança para o desligamento dos Conselheiros que aparecem somente na posse? Pois é. Agora está sendo criticada.
O Avai continua e continuará perdendo somente para ele mesmo, se continuarmos com essa conduta, de tudo que ficar pior, melhor.
abs
décio

Kátia De Paula disse...

Querido Décio, claro que acho salutar essa conversa com o Departamento de Futebol, apenas salientei a importância do item seguinte, porque é o estatuto que irá reger o Clube.
Quanto a conselheiro faltosos, o estatuto estabelece o que se deve fazer.

Kátia De Paula disse...

Aguiar, não voltei. Não sou mais conselheira do Clube.

Kátia De Paula disse...

Décio, quanto a votação do novo estatuto e o que será apresentado, acredito que o Conselho tem poder para mudar o proposto, propor mudança nos artigos e incluir outros. A comissão deve apresentar um modelo como proposta e o conselho tem o direito de fazer as mudanças que achar necessárias. Estou enganada?

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Pro sidebar, querida.