terça-feira, 27 de março de 2012

A Casa é Sua


Eu vou vou o jogo Avaí x Marcílio Dias.
Desde 2010, da minha maneira, eu venho lutando contra o esvaziamento da Ressacada.
Minha postura tem sido defender a torcida para que nos respeitem e valorizem em 'Nossa Casa'. 
E a Ressacada é o nosso lugar, a nossa Casa.
Sei que não está fácil assistir aos jogos do Avaí.
Um dia desses até escrevi que estão nos roubando o desejo, a vontade de torcer.
Muito reclamamos das ações do Clube a partir de 2010. 
Erros administrativos que nos faz colher seus frutos até hoje.
Nós precisamos lutar para permanecer dentro do Clube, da nossa Ressacada.
Entendo todo o tipo de manifestação pacífica por mudanças necessárias e urgentes dos que estão administrando vários setores do Avaí. Entendo e respeito.
Mas a minha posição pessoal é ir aos jogos na Ressacada sempre que posso.
Não vou deixar de ir porque o nosso Avaí está sitiado; porque o nosso Avaí está errando; porque o nosso Avaí está nos machucando, e muito.
Claro que perder os jogos não é o que está nos incomodando.
Eu sei que é a maneira e o, porque de tantas derrotas vergonhosas, que nos faz questionar até se devemos ir aos jogos ou não.
Ora, nós devemos questionar o Clube, exigir mudança no Clube, mas não deixar de fazer o que nos cabe fazer pelo nosso time. Torcer e frequentar o nosso estádio. 
Viver dentro de casa a nossa Paixão.  
Paixão-Amorosa. Isso é torcer. 
Paixão que todos os dias transformamos num sentimento maior, constante e incondicional. 
O amor por nosso Avaí.
Se a "intensão" de 2010 foi nos afastar, não vamos permitir que a vontade de meia dúzia vença. 
Vamos nos impor com a nossa presença; com a nossa torcida; com a nossa indignação; com a vaia, se assim for preciso. 
Vamos nos deixar ver e ouvir na nossa casa e levar o nosso time a buscar vitórias. 
Em todos os times do Avaí, a camisa 12 é nossa!

“(...) A casa é sua
Por que não chega agora?
Até o teto tá de ponta-cabeça
Porque você demora

A casa é sua
Por que não chega logo?
Nem o prego aguenta mais
O peso desse relógio (...)”
(Um trecho da música A casa de é sua, de Arnaldo Antunes)

6 comentários:

Boto disse...

Kk, as vezes temos que deixar a nossa casa para ser detetizada. A hora é agora.

Serjão Jr disse...

Lugar de torcedor é no estadio e torcendo. To dentro!

ROBERTO R FELSBINO disse...

o nosso lugar é na nossa casa,nós cantamos q ninguem cala esse nosso amor não sera essa derrotoria q vai nos calar.

decio disse...

Kaká, o filho que mais precisa de ajuda é aquele que está com problemas. Abandona-lo nesse momento é não gostar dele.
È muito fácil apresentar o filho bonito, bem trajado, com apresentação boa, etc.
Quero ver é não ter vergonha do problema e enfrenta-lo cara a cara.
Interessante, quem tem essa proposta é conselheiro nato e nunca aparece em reunião do CD.
abs
décio

Kátia De Paula disse...

Décio, torcer sempre!

Anônimo disse...

=KK= TENTEI INFRUTIFERAMENTE COLOCAR MEU PENSAMENTO, QUAL SEJA, NUM ATO DE REPULSA, MOSTRAR A ESSA PORCARIA DE deretoria NOSSA INDIGNAÇÃO. 500 DENTRO DO =ARS= E OS MESMOS 3.500 NOS BARES AO ENTORNO DO =ARS= NO PAGA-PRÁ-VER. NÃO SEI SE É A MELHOR OPÇÃOM AGORA, COM TODA CERTEZA UM BURBURINHO, UM CERTO ALVOROÇO IRIA CAUSAR. A IMPRENSA IRIA QUESTIONAR, E AÍ TERÍAMOS (VOCÊS, EU NÃO), A GRANDE OPORTUNIDADE DE NOS MANIFESTAR.

RICA CÂMARA.