segunda-feira, 5 de março de 2012

As paredes que falam - by Carlos Aguiar


O post abaixo, foi escrito por Carlos Aguiar do Blog Força Azurra .
As paredes que falam:
Está ficando cada vez mais claro que tanto os bastidores da Ressacada, como as andanças em campo estão contribuindo para essa sensação de “podíamos ir, mas tem gente remando contra”.
Dentro dos escritórios refrigerados, a saída do funcionário avaiano Claudio Vicente, tida como após um entrevero com o senhor Luciano Correa, ainda não ficou devidamente esclarecida. Seria muito interessante ele vir a público e dar seus esclarecimentos, até para que as especulações cessem. Era uma figura que trabalhava em prol do Avaí e sua saída representa uma perda monumental. Resta saber quantos bombeiros foram usados nessa história.
Dentro de campo, além dos cuidados naturais que o treinador do Avaí deverá ter com mais treinamentos e disposição tática, agora terá também que administrar egos. Há uma suspeita de que havia um racha no grupo, vindas daquelas conversas de arquibancadas, as quais eu abomino, pois há muito mais interesses do que verdades. Mas a revolta demonstrada pelo jogador Gilmar, nesta partida contra o Criciúma, configura uma situação estranha e que pode confirmar as suspeitas. E volta, queiramos ou não, ao desabafo do técnico sobre as “coisas que a comissão técnica não consegue resolver”.
Que o time do Avaí é limitado, todo mundo sabe. Mas é um time que vem jogando coeso e disposto a mais aventuras, e merece aplausos, ao invés de vaias, do torcedor por isso. Ocorre que a entrada de jogadores com um pouco mais de qualidade parece ter causado ciúmes nos outros que começaram a pré-temporada. Isso é assim em qualquer time do mundo na situação em que se encontra o Avaí.
Bom, aí entra outra história. Boa parte da torcida avaiana é composta por torcedores de grife. Aqueles que querem camisas com a marca da Nike e jogadores do eixo Rio-São Paulo. Ao se confirmar que jogadores como Gilmar, Nunes e alguns outros, da leva que veio pra “qualificar” o grupo, forem punidos ou tiverem seus contratos rescindidos, obviamente que esta parte da torcida vai chiar, independente se estes jogadores sejam jogadores de grupo ou não.
As conversas com o repórter Alissom Francisco, no Facebook, me deixaram na expectativa do que pode ocorrer nesta semana.
Nota da blogueira: 
- Quanto a saída do Cláudio, mostra claramente o quanto as coisas estão tortas, as avessas dentro da área administrativa do nosso Clube.
- Quanto a jogadores desagregadores e que se acham craques, rescindir contratos já!
- E um recado pra ti, Aguiar: Cuidado, porque só quem pode criticar o nosso Clube são 3 blogueiros. Todos os "outros"  estão proibidos. Porque pra fazer isso tem que ser irônico, sarcástico e dono(a) da razão. Estais entrando numa área que não te pertence. Hehehehehe...

2 comentários:

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Puxa, Kaká, será que serei punido por isso? hehehehe

Kk de Paula disse...

Severamente punido! hehehehe...