quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Maria: O Apaixonado


A paixão pelo futebol parece, de uns anos pra cá, que só fincou suas raízes na alma do torcedor.
Somos, e devemos continuar sendo, crianças quando se trata dessa paixão.
Nos comportamos com a alma daqueles que esquecem, em menos de cinco minutos, a palmada que os fez chorar.
Choramos e xingamos com a intensidade destemida e desavergonhada de quando tínhamos 5 anos.
Mas como disse acima, essa paixão fincou raízes em nós. Os dirigentes, jogadores e técnicos a muito amadureceram e cada qual, trata as coisas do futebol com uma razão recheada de cifrões.
Por isso ter no Clube um técnico que chora ao se despedir, como nós torcedores  quando somos derrotados, é privilégio de poucos.
Ver Maria emocionado ao se despedir do nosso Clube confirmou o que nós torcedores já sabíamos. 
Ele é um apaixonado infantil. 
Ele é um técnico que esqueceu de amadurecer a sua alma. 
E mesmo assim, soube provar pra todos que é um profissional de primeira grandeza. Um menino estudioso e sincero, um corajoso e destemido amante do futebol. 
Porque seu intelecto é de um homem com caráter invejável.
Não perca sua grandiosidade infantil, Maria.
Porque no teu trabalho tu só tendes a crescer e ampliar as tuas conquistas.
São homens como tu que nos permite acreditar que, nesse esporte, ainda existe profissionais apaixonados por ele.
Que todas as crianças Avaianas possam ver o que disse e como disse, o nosso técnico na despedida dessa tarde.

Ontem a noite quando eu 'tuitava' chamando á torcida para ir a Coletiva, um seguidor me respondeu dizendo que isso só poderia ser coisa de uma pessoa que está na puberdade.
Não, não era! É coisa de criança mesmo.

4 comentários:

João Jr disse...

Grande Kátia.
Parabéns pelo teu pronunciamento no fim da coletiva do Hemerson Maria.
Me senti representado ali no teu ato, assim como a grande maioria dos torcedores do Avaí.
Obrigado! E muita sorte para o H. Maria, ele merece!

Nadya Polli disse...

Katia, mesmo estando no outro lado, me orgulho de ser tua amiga, admiro, não só o amor que tens pelo teu clube do coração, mas a coragem e a sabedoria de colocar no papel os teus sentimentos, a tua revolta, a tua verdade, que é sem sombra de dúvidas, a verdade de todo torcedor apaixonado .

Murilo Ribeiro disse...

Parabéns, Kátia. Me senti representado pela emoção na tua voz.

Te agradeço por transmitir ao Hemerson aquilo que a maioria dos avaianos sente.

Marcelo Pacheco #49 disse...

Eles querem os Alexandres Galos da vida lá dentro... qdo tem alguém integro e honesto, não serve.