quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Mais um 'adeus'

Foto: Oficial Avaí Futebol Clube


Trechos da coletiva de Hemerson Maria hoje pela manhã:

- Há cerca de um mês eu fui procurado pela diretoria com a proposta de renovação para o ano que vem. Eu achei melhor concentrar as forças pelo acesso e voltar a conversar depois. Eu não gosto de me distrair, então ficamos de conversar depois do campeonato. Nas últimas derrotas, me passaram que conversaríamos depois das eleições. Os rumores que eu não permaneceria apareceram e eu pedi uma reunião. Se eu permanecesse, eu ia impor algumas coisas para a diretoria. Tivemos muitos problemas nesse ano. Nessa conversa com o Nílton decidimos pela minha saída.
Às vezes algumas pessoas são influenciadas e o trabalho do treinador não é avaliado em um todo. A equipe teve uma mudança de postura. Perdemos seis jogos, mais ficamos onze sem perder. Muitas coisas positivas foram feitas. Cheguei e tive que resolver muitos problemas. Só uma pessoa está sendo responsabilizada. As pessoas que se deixam influenciar são as que tomam as decisões finais.
Cheguei em um momento delicado, que o time estava com a expectativa de entrar no Z4, com três jogos fora, sendo dois contra equipes que conquistaram o acesso. Reformulei a equipe dentro das condições do clube. Muita coisa que eu pedi a diretoria não pôde me dar. Trabalhei com o material humano que foi oferecido. Foi um trabalho excepcional até o jogo contra o Bragantino. Tínhamos a segunda melhor campanha do returno, atrás apenas do Palmeiras. Daí em diante aconteceram fatos, que já foram externados, que atrapalharam muito. No final, a energia mental do grupo foi absolvida para a resolução de problemas que não eram dentro de campo. Em nenhum momento houve racha do grupo.”  (Hemerson Maria)

Nota da blogueira:
Nosso técnico se despede novamente e amanhã estará no comando pela última vez .
Profissional de grande caráter, trabalhador, conhecedor do futebol e com um grande futuro.
Saiu a primeira vez desvalorizado pelo Clube, mas tendo o apoio da torcida para sua permanência e sai agora, sem a torcida saber o que aconteceu nos vestiários da Ressacada. 
A primeira vez nos posicionamos a seu favor, desta vez a falta de transparência e de comando no departamento de futebol nos tira a capacidade de discernir se sai novamente de forma injusta.
Esse ano o Avaí nos 'arrancou' quase tudo, mas fica sempre a paixão de sermos Avaianos.
Que em 2014 a gente volte a 'conversar' e a se 'entender' com o nosso Clube.
Obrigada novamente, Maria!

Fonte da entrevista: INfoesporte

Um comentário:

Roberto Ferreira de Melo disse...

Cansei de elogiá-lo.
Se fosse corajoso e quisesse o bem do Avaí teria aberto o jogo e não tampado o sol com a peneira. Perdeu o comando. Ponto final!