domingo, 6 de maio de 2012

Linda! E eu me sinto enfeitiçada


Seria uma heresia citar nome de algum jogador depois dessa vitória.
Não serei herege.
O nosso time venceu e venceu, porque jogou melhor.
O nosso time venceu porque estava bem postado dentro de campo
O nosso time venceu porque anulou as jogadas perigosas do seu adversário.
O nosso time venceu por merecimento.

Que Maria resgatou a raça Avaiana, todo mundo sabe. Mas não foi só isso.
Hoje nós vencemos o primeiro tempo dessa final por 3 a zero, porque o nosso time tem uma comissão técnica que soube fazer esse grupo jogar bola. Que está sabendo escalar, montar o esquema tático e anular seus adversários.
Que lindos gols, que vitória.
Faltam 90 minutos.
Maria sabe disso.

E a nossa torcida?
Linda! E eu me sinto enfeitiçada.
(Que delícia ver um 'pontinho preto' sentado e mudo desde os 10 minutos do segundo tempo no jogo de hoje.)

Vamos para o segundo jogo.
Mantenha as garras afiadas, Leão.

5 comentários:

Nesi Brina Furlani disse...

Que técnico humilde na entrevista. Que educação. Clássico que nos animou a invadir o Scarpelli. Vai faltar lugar para a torcida azurra. Estarei lá.

Anônimo disse...

Avaí 3 X Soberba 0

Branco, nunca vai ser, pois não assume sua responsabilidade e quer desmerecer o time do Avaí na coletiva ao final do jogo, dizendo que o Avaí achou os dois primeiros gols.

Treinador que se mexe pelo nome que tem e por ter passado pela Seleção Brasileira! Nada mais!

Kátia De Paula disse...

Deixa como está. Tô doida que eles fiquem com ele para o Brasileiro

Roberto disse...

Kaká e Dona Nesi: Vamos ter que comprar ingressos dos doladelá também! Que tal, se comprarmos uns três mil ingressos do setor que fica ao lado dos visitantes, a PM vai ter que mudar o isolamento e aí teremos 5 mil avaianos para empurrar nossos guerreiros para erguer a Taça em pleno remendão!!!

Beijos,

Beto Melo

Carol disse...

KK e dona Nesi,
acompanhei o jogo do outro lado do mundo, da Nova Zelandia. Que vontade de estar na Ressacada...que vontade de soltar o grito no Scarpelli. Ouvi a entrevista do Hemerson no final do jogo e me emocionei. Estou sentindo o cheiro de uma vitoriosa historia começando a ser escrita...
Abraços, Carol Loch