terça-feira, 5 de abril de 2011

Os iguais nas diferenças

No sábado fiz um post sobre o clássico. Terminei o post assim:


"E o outro lado? O adversário?
É exatamente como nós. É nosso espelho vestindo cores diferentes. 
E quanta diferença isso faz.
Clássico é magia pura. 
Domingo começa novamente o jogo que nunca termina."

Claro que sei me comportar em qualquer jogo e como eu, noventa por cento da torcida do Avaí e do Figueirense também sabe.
Porque estou ficando com a sensação, depois dos incidentes de domingo, que somos diferentes?
Porque tudo que esses 10% de avaianos faz em jogos é ampliado para os 100%?
Esse espelho que reflete em cores diferentes os iguais, os torcedores, é ampliado quando reflete as cores azul e branca. 
Os incidentes provados pelos 10% de avaianos e figueirenses em todos os clássicos, devem ser evitados e reprimidos pelas autoridades competentes. Começando pela polícia e terminando na justiça.

Não estou justificando, estou dando o mesmo peso e não permitindo que meia dúzia de "formadores de opinião" transforme em 100% os 10% de bárbaros, que existe em todas as torcidas..
Não me faça enumerar as barbáries que já vi em outros estádios do nosso estado.
E não me peça para explicar porque bárbaros estão soltos.

4 comentários:

Kk de Paula disse...

ABAIXO, Comentário que recebi por E.mail:
Em 2014 teremos uma Copa do Mundo no Brasil e logo em seguida
em 2016 as Olimpíadas no RJ. Estes acontecimentos tem ocorrido em
todos os estadios de Futebol pela América afora e no Brasil com a frequencia de toda a rodada,
onde as torcidas mais ou menos se equivalem em quantidade e/ou rivalidade.
Essa é a hora de começarmos uma limpeza nas nossas casas. Todos os envolvidos são responsáveis,
a começar pelo cidadão de bem que tem que denunciar, passando por organizadas, que em se tratando de uma
organização têm de ser fiscalizadas.
Está na hora de se criar uma legislação apropriada para tais casos. Essas pessoas tem que ser punidas com
a perda do espetaculo. Além de serem proibidos de irem aos jogos, estariam fazendo um trabalho comunitario
ou simplesmente se apresentando a uma delegacia uma hora antes do jogo e seriam liberados para "irem as suas
casas" uma hora após aos jogos. Ou seja têm que ser julgadas e punidas na forma da lei!
É imperativo que todos participem, principalmente as empresas que detem direitos de transmissão, organizadoras e
responsáveis diretas pelos campeonatos estaduais, regionais e nacionais. Que são as empresas que lucram com eles.
Os clubes por si, pensando na eliminação dos 10% de bárbaros, quanto lucrariam ou deixariam de gastar?
Só levo meus filhos a jogos que são de uma só torcida, mas isso é um paliativo meu! Não pode ser uma solução para
o futebol.
Já que a nossa diretoria, últimamente abandonou sua torcida por uma convicção de que só o sócio(que paga caro)
interessa e também abandonou o futebol eu sugiro ao Dr. Zunino que de a largada em uma campanha pró segurança
no futebol. Garanto que o pessoal que trabalha na Justiça Presente terá o maior prazer em ajudar!!
E a televisão com seus "formadores de opinião" que tenha um Editorial pró segurança nos estádios baseada em lei!
Acho que todo o cidadão de bem vai concordar e ajudar.
Norton Nunes Lunardelli

Sergio Jr disse...

KK da dificil de pessoas do bem ir aos estadios, o que aconteceu domingo, acontece toda semana em diversos estadios de SC. A diferença é que quando é na Ressacada tudo é ampliado. Como ficou o caso de Joinville e o caso do classico passado?

Sandra ** disse...

Tudo isso acontece porque não há punição e o sentimento de "nada me pega" faz cada vez mais crescer as tocaias, pedradas, emboscadas.

O Clube tem câmeras e eu espero que, pelo menos, metade seja identificada.... e punida!

Dinho disse...

Concordo com a Sandra, o sentimento de impunidade é o que passa pela cabeça desses vândalos, tanto do Avaí como do time do estreito (porque a imprensa não falou nada das garrafadas, cusparadas que foram arremessadas contra torcedores do Avaí, nas imediações da Ressacada...), nossa justiça, nossa FCF, nossa PM são um LIXO, e lixo é lixo, não servem prá nada!
**Kk, 10% é muito, seriam mais ou menos uns 0,1%, porque foi meia duzia de indivíduos que estragaram nossa festa.