terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Entrevista do Eduardo Costa

Um pouco mais da entrevista do Eduardo Costa ao jornalista Fabiano Linhares. Ele explica porque não aceitou o cargo de gerente de futebol do Clube:

"O grande problema do Avaí é institucional, mas do que financeiro. O grande adversário do Avaí hoje, são muitas pessoas que se encontram lá dentro. Minha proposta era reformular o departamento de futebol, porque precisa no meu ponto de vista. Com o que eu me deparei, superficialmente, seria necessário esse reformulação, mas como não assumi não posso me aprofundar mais sobre o assunto. Mas eu deixo o recado, é meu dever como torcedor do Avaí, querendo o bem do Clube, é expor isso. (...) O Avaí está com um problema financeiro seríssimo, mas como eu falei o maior problema do Avaí é institucional, se o Clube estivesse fortalecido com pessoas capacitadas se resolveria essa questão financeira, mas o pouco que eu vi acho que o Clube institucionalmente não está preparado para enfrentar esse problema que vai encontrar em 2016. No meu ponto de vista, pra ser bem direto porque eu gosto das coisas claras, é uma reformulação. Se não houve, no meu ponto de vista, se vai dificultar muitos mais as coisas para esse ano que se apresenta aí. Vários Clubes que eu joguei tinham problemas financeiros, mas a instituição, as pessoas que tocavam o Clube eram única e exclusivamente focadas em recuperar o Clube. Não vejo isso no Avaí. Por isso a minha recusa e não assumi não por falta de coragem, porque se eu não tivesse coragem nem teria sentado pra conversar com o Presidente. Eu acho que o que mais precisa nesse momento é pessoas capacitadas pra tirar o Clube dessa situação." Eduardo Costa

6 comentários:

Sérgio disse...

Que bela cacetada!

Paulo disse...

Nos dedos do amado!!

Paulo disse...

Nos dedos do amado!!

Gabriel Flores disse...

o time das letras, tombense, brocolense, barbie e etc. como gostam de falar o time do ``GUGA`` ou da CUxteira está constantemente na elite do futebol canarinho. Aliás, somos o trem pagador de SC. Clube respeitado nacionalmente e até internacionalmente por honrar categoricamente seus compromissos com todos seus atletas e funcionários. Agora tem clube que olha pra porta 24 h por dia esperando que seu ex-mecenas saia do caixão e ponha a casa em dia. Ano após ano o clube endividado e atrasando salários, jogadores pedindo dinheiro emprestado para comprar fraldas para seus filhos. Sem contar o registro de jogador irregular, quase rebaixados 2 anos seguidos para a serie B do catarinão. Realmente esse time ``FAZ COSA``. Faz a torcida se envergonhar com seu time disputando a série B seguidamente, um presidente velhaco e os jogadores pondo o clube na justiça. O ÍDOLO DA RESSACOLA desistiu de ser o gerentão do seu clube de coração, visto que o amado ops digo o presidente trapalhão não aceitou suas ideias. Portanto azulinos, para vocês que ainda insistem em nos desprestigiar eu só digo uma coisa: OLE OLE LUGAR DE BVAIANO É SÉRIE B OLE OLE.....

Marcos Schmidt disse...

Cagão! Nâo se diz Avaiano? Quanto teve a oportunidade de ajudar, pipocou e saiu cantando de galo ainda. Devia ter vergonha de reconhecer publicamente que não tem peito de assumir a responsa.

Em tempo, bem feito pro Nilton também, que já devia saber melhor que tipo de caráter esses boleiros tem...

ney.lf disse...

Eduardo Costa está certo e todos fariam o mesmo. Quem de sã consciência, caso fosse "convidado" a trabalhar em uma empresa ao conhecer sua parte administrativa vendo a BAGUNÇA generalizada em que se encontra e sem poder para fazer as alterações que são necessárias para mudar tudo que está errado, (será que tem algo que esteja certo?), não tenha carta branca para mexer nos apadrinhados e, portanto, não poderia trazer pessoas de sua confiança para as devidas adequações e ainda sem comprometimento de quitar salários de boleiros e empregados que estão com 4 meses atrasados em um curto espaço de tempo, entraria numa fria desta para queimar seu nome e ficar servindo de escudo para o amado?
Fez bem o Eduardo Costa, quem tem participação na destruição do clube há mais de 10 anos tem a obrigação e o dever de saneá-lo antes de passar ou usar os outros para se proteger.
Batistoti não era o cara?
Flavio Roberto e as constantes fugas de atletas da base não é o cara?
De Araujo e toda a tropa do marketing não são os caras?
Luciano Correa e o pessoal do registro (Antonio Carlos) não são os caras?
Então estes caras, que ERAM amiguinhos do amado, é que tem que tirar o clube desta M.... que colocaram ou então renunciem e deixem a casa limpa, sem o odor que está exalando diariamente das suas entranhas, para que outros possam fazer tudo diferente do que foi feito até hoje.

Ney L. Félix