segunda-feira, 1 de agosto de 2011

As brumas de Avalon



Avalon deve muito de seu mistério às lendas que consideram existir  uma porta de passagem para outro nível de existência.
Lendas que somente os que acreditam em mistérios e magias, podem transformar em  história.
Ontem nós avaianos abrimos a porta de passagem para nossa ilha e permitimos mais uma vez, aos amantes do futebol no mundo real, que tomassem a lendária barca que leva à nossa ilha sagrada - Avalon. 

Cercada de brumas, vive ali um povo incrível e misterioso.  
E esse povo só poderia ter um Clube, o Avaí -Arthuriano.  
Esse "pequeno" rei continua arrancado espadas de rochas do mar que salga seu rosto histórico. 
Hoje moreno, ontem Loiro. Mas antes negro, pardo, mulato. 
Olhos negros, castanhos, azuis, verdes.  Cabelos curtos, raspados, compridos, cacheados, lisos, crespos.
O que nunca muda e nunca vai mudar, é sua bandeira azul e branca, é seu brasão com o Leão.
Todos, reis guerreiros.

Nos tempos de Arthur só os eleitos tinham acesso a Avalon
Hoje permitimos visitantes e nos deixamos ver algumas poucas vezes pela televisão,   arrancando espadas das rochas, realizando pura magia.
Por isso esse Avaí faz coisa.
Porque sua torcida nasce Avalon.
Aqui é Avalon!

2 comentários:

Dinho 音楽、愛、平和と信仰 disse...

Esse é o nosso Avaí! É pura poesia!

vilzete disse...

KK como sempre escrevendo coisas bonitas e de grande entendimento histórico, parabéns, AVAI SEMPRE