sábado, 17 de novembro de 2012

Um tonelada de peso morto.




Pra que serviu o jogo de hoje?
Para frear o ‘blá-blá-blá’, auto elogioso, do Argel.
Vinha falando de si mesmo com muita empáfia, por ter vencido quatro jogos que não valiam mais nada.
Serviu também pra gente tentar descobrir quem é e porque estão dando a camisa 10 para o Julinho.
Se for por escolha do técnico eis aí mais um motivo para ele ir embora da Ressacada. 
Passa de fraco para fraquíssimo.
Se for exigência do Clube fica cada vez mais evidente que  por mais que tentem, não vão conseguir na marra, fazer do Julinho o que ele não é.
Que uma balsa passe na Ressacada e leve todos os pesos mortos.
Não somente os profissionais dentro de campo, mas muito ‘profissional’ fora dos gramados também precisa ir. Dar adeus. Sem até breve.
É uma tonelada de peso morto.

3 comentários:

Sergio Nativo Junior disse...

Concordo com você em gênero, numero e grau.

NELINHO disse...

Se for colocar o Zunino, o Marcelinho Arroz e a corja de incompetentes que lá se estabeleceram, vai precisar de mais que uma barca......

Kk De Paula disse...

Isso aí, Nelinho. Por isso estou pedindo uma balsa. hehehe...