quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Dar à mão a palmatória

Muito se tem comentado sobre os salários atrasados dos jogadores.
Uma preocupação que vai se estender por alguns anos, pois requer uma solução administrativa bem planejada e não acredito que em 2013 se resolva isso. 
Com certeza muitos jogadores só irão receber na justiça.
Mas mesmo sabendo da gravidade para os cofres do Clube, consequência decorrente de tantas sequências de erros e desmando ou mandos de pessoas que chegam no Clube e adquirem status de “amigos” ou “profissionais qualificados”, não posso deixar de escrever sobre a crueldade com relação a salários atrasados dos funcionários do Avaí.
Eles não têm exposição na mídia, não fazem greves e grande parte da torcida desconhece a situação degradante desses que trabalham sem receber.
Desde 2010 eu venho me preocupando com essa situação, cheguei a dizer na reunião de janeiro desse mesmo ano, onde foi aprovado no novo plano de sócios, que os funcionários deveriam começar a se preocupar, pois ficariam sem receber em breve. Os funcionários presentes naquela reunião devem lembrar. Estava na cara que o fundo do poço, num clube emergente, diante de tantos erros praticados a partir desse mesmo ano, seria alcançado nos dois anos subsequentes.

Acho que seria razoável e compreensivo, olhando pelo lado humanista, o Clube dar à mão a palmatória e pedir ajuda aos sócios e torcedores nesse final de ano. 
Deixar o funcionário final do ano com dois meses de atrasado é condenação sumária para o fogo do inferno. Mas não pense em pedir nada, Senhores da Direção, sem explicar o porquê dessa tremenda barbeiragem nas finanças e sem pedir desculpas por ter afastado a torcida tanto em decorrência do 'bolso'   quanto da credibilidade perdida.
Depois, peça que cada sócio/torcedor contribuía com o que pode. Tipo aqueles dez reais que eu  coloquei como proposta em 2010 para ser o valor máximo de aumento dos associados em cada setor do estádio (nem entrou em votação, pois foi aprovado por grande maioria a proposta do Clube).
Vocês na época desprezaram os dez pilas (optaram por um aumento abusivo em todos os setores-“quem tudo quer nada tem”). 
Tenho absoluta certeza que agora os dez reais serão bem vindos. E vai ajudar a “salvar a lavoura”.

3 comentários:

Sergio Nativo Junior disse...

Boa ideia! Tem meu apoio.Abçs

Carmen Fuhrmann disse...

Perfeito!!!

roberto rivelino felisbino disse...

A IDEIA E BOA MAS QUEM VAI ARRECADAR O DINHEIRO PRA PASSAR PARA OS FUNCIONARIOS?NÃO VAI SER NENHUM DIRETOR DO CLUBE!PORQUE DINHEIRO NA MÃO DELES SOME.