quinta-feira, 24 de março de 2011

14




O nosso 14 caça a si mesmo. 
Fera presa em uma mata de árvores genealógicas (caça enjaulada), segue buscando seu Eu.

14, oxigene os pulmões com as árvores que te mantém preso. Faça uso delas a teu favor. 
Ninguém vai respirar por ti. 
Não seja mais teu nome, seja o 14 avaiano.
Toma fôlego!
A chave está á teus pés.
 Pense, ouse saber, ouse jogar.
Pra ti, uma canção do 14 Bis:

POR TANTO AMOR, POR TANTA EMOÇÃO
A VIDA ME FEZ ASSIM
DOCE OU ATROZ, MANSO OU FEROZ
EU, CAÇADOR DE MIM

PRESO A CANÇÕES
ENTREGUE A PAIXÕES QUE NUNCA TIVERAM FIM
VOU ME ENCONTRAR LONGE DO MEU LUGAR
EU, CAÇADOR DE MIM

NADA A TEMER 
SENÃO O CORRER DA LUTA
NADA A FAZER 
SENÃO ESQUECER O MEDO
ABRIR O PEITO À FORÇA
NUMA PROCURA
FUGIR ÀS ARMADILHAS DA MATA ESCURA

LONGE SE VAI, SONHANDO DEMAIS 
MAS QUANDO SE CHEGA ASSIM
VOU DESCOBRIR O QUE ME FAZ SENTIR 
EU, CAÇADOR DE MIM



Foto: J. Furlani (sou fã)

5 comentários:

Jamira disse...

Tu és o bixo!!! (sou fã)

Adorei o gol do Gu...


bju

Kk de Paula disse...

J.Furlani, #RumoAoTri!

Mausé disse...

Poxa, KK, só por que ele não tem a perna direita?? O irmão mais velho pegou toda pra ele! ahahahah...

Kk de Paula disse...

Mausé, que prazer ver o jogo ontem ao teu lado. Vamos repetir. Deu sorte.

Mausé disse...

Estamos aí! O teu Kamarote estava show!