terça-feira, 13 de setembro de 2016

Avaí já 'ispia' a parte de cima!



Com a sua defesa falhando no início do jogo, o Avaí saiu atrás do placar em Alagoas diante do CRB, mas... o Avaí faz coisa!
Numa cobrança inteligente e precisa do Renato, o Leão empatou a partida na falta marcada, falta que já havia sindo a responsável pela expulsão de um jogador do CRB. 
No segundo tempo o Avaí foi pressionado por seu adversário, mesmo estando com um homem a mais,  e não  conseguia criar jogadas para colocar Lucas Coelho com chances para fazer gol. O atacante Avaiano ainda não havia recebido uma bola com qualidade quando num recuo equivocado do zagueiro adversário, Coelho se antecipou ao goleiro e fez o gol que deu a vitória para o nosso Avaí.
Mesmo sem repetir a boa atuação que teve diante do Criciúma, o Avaí conquista mais três pontos importantíssimo jogando com vontade e muita raça. Claudinei fez mudanças no segundo tempo porque nossa meia cancha não conseguia armar jogadas para o nosso ataque. Não mudou muito coisa. Renato foi o solitário jogador que conseguiu levar a bola para o ataque. 
Uma virada que dá confiança ao grupo e que nos deixa 'ispiando' a parte de cima da tabela.
Sábado é na Ressacada e a casa é nossa; o pé de Coelho também!!!
#SalveNossaSenhoraDaRessacada

Foto: Alberto Oliveira / Gazeta de Alagoas

sábado, 10 de setembro de 2016

Três foi pouco!



O Leão deu uma surra no Tigre!
O Avaí jogando um bom futebol venceu o Criciúma por 3 x 0 e só não fez seis no  time da cidade do carvão porque perdeu muitas chances claras de gol.
Marquinhos com sua bola parada fez a diferença no primeiro tempo, e foi dos pés do capitão que sairam as duas jogadas dos dois primeiros gols do Avaí. Em duas cobranças de falta, M10 achou o nosso Coelho na área adversária e esse fez a rede balançar nas duas vezes.
O Avaí teve muitas chances de ampliar em contra ataques puxados por Lucas Coelho e Rômulo, mas errou nas finalizações e  ou na escollha da última jogada. Numa delas Coelho poderia ter servido Marquinhos, mas preferiu chutar e perdeu o gol. Antes disso Marquinhos já havia colocado, em outra cobrança de falta, a bola na cabeça do Renato, mas a bola bateu no travessão e saiu.
Aos 11 do segundo tempo Marquinhos deu lugar a Diogo Jardel e o Avaí continuou criando chances de gol. E foi Jardel que sofreu pênalti em uma dessas escapadas em contra ataque. Rômulo cobrou, o goleiro defendeu, mas no rebote Rômulo marcou o terceiro gol Avaiano. Claudinei ainda colocou Caio César no lugar do Judson (caimbrã) e William no lugar do Coelho (lesão do ombro).
Um bom jogo do estreante, na lateral, Gustavo e também do Capa. Coelho fez sua melhor partida pelo Avaí. A meia cancha com Luiz Felipe e Judson esteve bem. A zaga bem postada. Rômulo e Renato ficaram devendo. O primeiro não esteve bem nas chances que teve em seus pés e o segundo, se jogar mais para o time vai render mais em prol do Avaí. Renato prefere muitos vezes jogadas individuais, não levanta a cabeça para ver o jogo.  Renan? Um monstro!!!
Um bom jogo, uma excelente vitória do nosso Leão. 

Foto: Cristiano Estrela / Agência RBS

domingo, 4 de setembro de 2016

Foi empate, né? Ta Tá!!



O nosso Avaí não conseguiu transformar sua superioridade em gols durante o primeiro tempo diante do Ceará. Rômulo teve duas chances claras de gol e Lucas Coelho outra. 
Jogando com mais qualidade que seu adversário durante os primeiros 45 minutos, o intervalo devolveu ao campo de jogo um outro time: sem a qualidade de Marquinhos (fui substituído) na meia cancha e a entrada equivocada de Tatá, o Avaí perdeu o domínio do jogo. Não porque o Ceará tenha começado a jogar melhor, não! 
O Ceará não conseguia ter jogadas pela meia cancha porque seus vários atacantes estavam isolados na frente e foi assim durante toda a partida. Tatá entrou e o Avaí nos lembrou o Avaí do Silas, perdeu-se em campo. A boa partida que Renato, Rômulo, Marquinhos e Lucas Coelho estavam fazendo no primeiro tempo, ficou no vestiário junto com o Galego. O que não mudou foi a boa postura da defesa Avaiana com Betão e Sanches firmes e a proteção nas alas com Alemão (Renato voltava também para defender por esse lado) e Capa. Mas para complicar ainda mais, o já fragilizado Avaí após a entrada de Tatá, Sanches foi expulso e Claudinei teve que recompor a zaga tirando o atacante Lucas Coelho para a entrada do estreante Luiz Gustavo. Foi só a partir da daí que o Ceará conseguiu partir pra cima do Leão. Mas a maior chance de gol no segundo tempo foi do Avaí, só que a bola sobrou nos pés de Tatá e o Tatá na frente do gol e sem goleiro... chutou por cima. Jajá ainda entrou para a saída do João Felipe que vinha bem na meia cancha, mas sentiu cansaço. 
Um jogo que se fosse jogado com os 11 do primeiro tempo ou, quem sabe, com a entrada de Jardel e não do Tatá, o Avaí poderia ter vencido. Ou se a bola tivesse sobrado não nos pés do Tatá... Como o 'se' não joga, fica apenas a certeza de que Claudinei está dando uma outra cara ao Avaí, mas ainda precisa conhecer melhor o seu elenco.

Foto: Christian Alekson/CearáSC

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Parabéns, minha paixão pra toda vida!



E chegou o dia mais azul do ano;
o dia pra toda vida:
onde o passado é sempre presente;
presente na presença;
presença de futuro,
pois o Glorioso primeiro de setembro, 
traz consigo os nascidos em todos os outros menores dias 
e tantos outros, que nascerão todos os dias.
O aniversariante não poderia nascer em outro dia: Primeiro
Local: Na ilha formosa cheia de graça! 
A Hora é presente.
Ele nasce para nunca mais deixar de conceber filhos todos os dias:
Filhos com a raça de todas as Raças.
Soa filha desse dia;
sou filha de pai desse dia;
de mãe desse dia:
sou irmã de milhares.
93 anos do primeiro de setembro:
Primeiro no coração de seus filhos e filhas.
Parabéns, minha paixão pra toda vida.
Parabéns, Avaí Futebol Clube!