quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

"Tomara que amanheça"

Sem qualidade, sem meia de ligação, sem alas que saibam cruzar, povoado de volantes que não sabem sair jogando e agora, todas as bolas sendo carimbadas por Cleber Santana, mas  não importa onde elas cheguem, as jogadas da meia pra frente morrem nos pés de quem as recebe. E não importa quem receba a bola no ataque. É sempre jogada morta.
Ovelha tem sua parcela de culpa, é um técnico que vem se mostrando limitado, mas quem contratou esses jogadores, quem montou esse elenco (esse e o de 2011) tem várias, muitas parcelas de culpa e está devedor, muito devedor.
O que vimos nos últimos 4 jogos é um “modelito remember 2011". 
O Avaí já usou essa "roupinha" ano passado.
Lembra aquele cobertor “tomara que amanheça”?
Se puxar fica com os pés de fora, se tapar os pés descobre o dorso, e além de curto é bem fininho. 
A gente treme, não importa a maneira que se cubra.
Se esses jogadores não são ruins como vem sendo, então tem côza que a gente não sabe “atucanando” o elenco. Ou as duas coisas, ou três coisas, ou quatro coisas... Sei lá, sou tansa.

Que medo!



Que medo!
Não me lembro de sentir tanto medo na minha vida como na noite de hoje na Ressacada.
Uma tempestade com um vento fortíssimo provocou barulhos assustadores na estrutura e parecia que tudo viria abaixo. Estalos, sons de ferro batendo um no outro, chuva fortíssima e eu morta de medo. 
Só me restou pegar o celular e ligar para a minha santa Tia Otília e minha fervorosa mãe. 
O telefone chamou, tia Otília atendeu:
- Tia, por favor, reza para o vento parar aqui no sul da ilha, porque a coisa está feia na Ressacada. Minha mãe ouvindo na extensão, prontamente acendeu uma vela para São Benedito e tia Otília foi rezar para Nossa Senhora.
Que maravilha, que alívio. 
O vento parou!
Obrigada minhas queridas, obrigada pela fé!
Tudo isso no intervalo de um jogo sem nenhuma inspiração dos dois times no primeiro tempo.
Um Avaí “monorrento” deve ter irritado os deuses do futebol e eles não se contiveram. Eles não possuem a paciência, a benevolência da nossa torcida.
Castigaram, e o segundo tempo foi mesmo difícil de assistir.
Minhas pernas ainda tremiam, quando o apito final soou, e o zero a zero deu número ao jogo e aos dois times.
Zero no placar e muitos, muitos números na velocidade do vento e nos “cascudos” (Alô, Assis!) dois mil e poucos torcedores que enfrentaram nessa noite uma tempestade violenta e um jogo de pura calmaria.

Exigência

HOJE ESTAREMOS NA RESSACADA!
ASSIM EXIGE O NOSSO DNA.
#SEMPREAVAÍ


terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Com quem podes contar, Ovelha?


E a bola vai rolar para o segundo turno.
Uma vaga para a semifinal já está decidida.
Ovelha entra em campo pressionado.
Pressão que tem mais dias, muito mais dias de existência do que o pouco tempo que ele tem a frente do time Avaiano.
Quem comanda o Avaí, desde 2010, está sobre pressão.
Isso tem seus motivos.
Já discutimos, brigamos e nos magoamos muito por todos os erros cometidos desde então.
Estamos uma torcida desconfiada. De fieis escudeiros e pacientes torcedores, foram nos transformando em desconfiados leões feridos. Mas somos por DNA,  Leões raçudos.
Ovelha conseguirá resgatar sozinho a nossa autoestima?
Se o problema fosse só jogar bola, eu acho que ele conseguiria.
Mas como 2010 ainda vive...
Estarei na Ressacada torcendo pelo nosso time.
Sempre!
Queria tanto (sou uma sonhadora) que Ovelha conseguisse mostrar dentro da Ressacada o que todos nós aqui fora sabemos á muito tempo: Ser avaiano é motivo de orgulho.
Sempre foi assim que entramos em nossa casa no sul da ilha, orgulhosos de ser Avaianos.
Que pressão, Ovelha!
Será que já sabes com quem podes contar?

O nome Avaí


Impressionante como alguns agem e escrevem usando o nome “Avaí ” com intenções claras de macular a nossa história e menosprezar torcedores blogueiros.
Ter a pretensão de transformar seu nome próprio em maior que o do nosso Clube, nos mostra uma "propriedade' divina. E claro, o torna desumano. Ele é um deus.
Impressionante, em pleno século XXI alguém achar que é deus.
Esse que se Acha, esse falso deus, Nietzsche alertou á muitos anos atrás e sabiamente escreveu sobre sua morte, nós o matamos.
Não vamos trazer a vida essa falsa divindade. Seguindo como cordeiros seus sofismas e ironias que tenta nos transformar em fantoches de sua “divina sabedoria superior”.

“Deus está morto! Deus permanece morto! E quem o matou fomos nós!
 Que solenidades de desagravo, que jogos sagrados haveremos de inventar?
Nietzsche, Assim falava Zaratustra

Boa sorte, Ovelha


Ovelha, aqui tu tens que ser Leão.
O leão pastor com pele de Ovelha.
Escolhe os teus onze e vai pro jogo.
Porque o que tem de urubu e corvo sobrevoando a tua cabeça é uma grandeza.
Firmeza e coragem. Não desvia das tuas convicções e do teu caráter.
Se o solo não é firme, tu és!
Os "problemas no vestiário" começaram a aparecer.
A gente vai saber separar o joio do trigo.
Boa sorte pra ti.
Se não der, cai fora!
Já a torcida...estamos sem pastor e sem o Leão a muito tempo.
Ovelhas!!!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Final do turno

Como não tenho tendências a ser vira-lata e as gozações doladelá (normal) e algumas vezes até doladecá ("malinagem") estão abundando, não vou perder a piada.


"QUEM COMEMORA FINAL DE TURNO É VIGIA!"
Hehehehehehe...não consegui ficar calada.

"De tudo ao meu amor serei atento"


"Tem coisa que a comissão técnica não pode cuidar”
                                                             (Mauro Ovelha)


"De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.


Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento"
                                   (Vinícius de Moraes)

O nosso "pentateuco"



O nosso “Pentateuco”:

2008 - Génesis: “segundo a mitologia Judaica é o início, é o principio da criação dos ceús, da terra, da humanidade e de tudo quanto existe vida, todos os seres”. O avaiano em nada difere do bíblico. O início, o princípio de uma nova vida. Essa era a nossa crença.

2009 - Êxodo: “Mostra o início de um relacionamento entre o povo recém-saído do Egito onde eram escravos e Deus através de uma aliança proposta pelo próprio Deus”.  O avaiano novamente bate com o bíblico. Foi um casamento, o primeiro ano do casamento. Felicidade total. Aliança entre o Clube e sua torcida.

2010 - Levítico: “Basicamente é um livro teocrático, isto é, tem caráter legislativo; apresenta em seu texto o ritual dos sacrifícios, as normas que diferenciam o puro do impuro”. Mas que côza, quem não sabe que aqui, a partir daqui, o poder foi  'teocrata' e os rituais de sacrifícios aconteceram nas arquibancadas e nelas um 'deus' cruel separou os puros dos impuros?

2011- Números: “Este livro é de interesse histórico, pois fornece detalhes acerca da rota dos israelitas no deserto e de seus principais acampamentos”. Cá estamos de novo. Histórico ano que fornece detalhes acerca da rota para um rebaixamento profetizado no ano anterior. E claro, ficamos "grudados" nos números da calculadora. 

2012 - Deuteronômio: “Contém os discursos de Moisés ao povo, no deserto, durante seu êxodo do Egito à Terra Prometida por Deus”. É meus queridos, há promessas e "promessas". Moisés falou e cumpriu sua promessa. Guiou seu povo a terra prometida. Mas aqui cessa o paralelo. No futebol um homem com um cajado a falar no deserto não leva a lugar nenhum.

Fiz apenas um paralelo, sou cristã respeito e sei da importância dos cinco primeiros livros bíblicos.
Sou avaiana e sei como todo torcedor avaiano sabe, da importância histórica desses cinco anos na vida do nosso Clube.
Pra nós cristões a história continua com o Novo Testamento, e pra todos os avaianos fica a esperança de uma boa nova. Mas não esperem um jovem cabeludo idealista. No futebol milagres não existem. Estamos em 2012 e somente o trabalho profissional eleva.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Quente, miragem, inferno


No “jogo” de hoje o único cara que acertou todas pelo lado do Avaí, foi o do som. Não errou nenhum número dos jogadores que saíram e entraram durante a partida e que ele anunciou corretamente no microfone.
No mais... escrevo depois. Porque pelo calor que enfrentei na Ressacada a minha cabeça está infernal.
Só não quero perceber que vai começar tudo de novo (se é que acabou).
Vinda de mais 64 jogadores e troca de comissão técnica de 3 em 3 meses.
Tem que trazer é alguém que sabe contratar.
Nos poupe!
Meu post abaixo diz sobre o que seria possível ver depois do jogo de hoje.
Acabou o turno e não temos os 11. De novo, outra vez, novamente, mais uma vez.
Lá vem vindo uma barca pra dentro da Ressacada. 
Acho que é miragem! Muito calor hoje.
Timaço, esse do Metropolitano. Estou delirando. Quente muito quente a Ressacada.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Elenco e arquibancada


Último jogo do turno. Já não dependemos só do nosso resultado pra conquista-lo, mas vencer é necessário.
Não só pelo regulamento do estadual, mas por referendar e dar cancha ao trabalho de Mauro Ovelha frente ao grupo.
Não sei com jogam Gilmar, Saldanha e Nunes. Os dois primeiros ainda não estrearam e Nunes de acordo com o preparador físico avaiano, ainda não está em plena forma. Leandro Silva está recuperado e isso é muito bom.
Ovelha precisa achar seu time. Esse problema vem se estendendo desde 2010. 

Em 2008 e 2009 era possível ter a escalação do nosso time na ponta da língua e os dois elencos foram bem montados. Sabemos os resultados que esses dois anos nos proporcionaram.  E como estavam as arquibancadas.



2010 e 2011 no primeiro escapamos por um fio e no segundo, vivenciamos uma morte anunciada desde 2010. Ninguém aplicou remédio ou a vacina necessária entre esses dois anos. Mas a doença foi diagnosticada. Elenco fraco e inchado, arquibancadas vazias pelo preço irreal das mensalidades e ingressos (sem esquecer os últimos jogos de 2010, quando a corda apertou no pescoço e o Clube baixou o preço dos ingressos para que a torcida e o time juntos, evitassem o rebaixamento).

É importante ter os onze, é imprescindível ter o esquema correto para essas 11 peças, e substitutos que saibam o que fazer quando é necessário mudar por lesão, cartões ou mesmo pelo andar de uma partida.
Qualidade no elenco e quantidade na arquibancada descreve 2008 e 2009.
Quantidade no elenco e arquibancadas vazias descreve 2010 e 2011.
Como o Avaí se preparou para escrever a sua história de 2012 é que vai nos tornar possível começar a descrever o elenco e a nossa arquibancada a partir de agora.
A gente sabe que essa dupla é historicamente vencedora.


Rafael está fora. Leandro Silva está de volta

Essa é a relação dos 20 convocados por Ovelha para o último jogo do turno:
Aleks, Arlan, Cassio, Pirão, Nunes, Aelson, Patric, Marcinho Guerreiro, Diogo Orlando, Rafael, Moretto, Cleverson, Cleber Santana, Neilson, Renato Santos, Robinho, Ronaldo Capixaba, Saldanha, Bruno e Gilmar.
Mas nesse sábado, após o almoço da equipe,  Rafael foi cortado devido a uma contratura muscular, em seu lugar entra Leandro Silva.
Triste pelo corte do Rafael, mas muito feliz por estar de volta Leandro Silva. Um zagueiro que me impressionou positivamente no primeiro jogo desse turno.


Leandro Silva volta a figurar entre os convocados

Que barulho, Felipe


O post abaixo me fez pensar, refletir e voltar pra realidade transformada. 
Felipe Silva me "obrigou" a reproduzir seu texto. 
Como estou feliz por ter um jornalista desse naipe que torce pelo nosso Avaí. 
Foi mesmo um "barulho" que ele provocou em minha atenção, e consequentemente em minha consciência.

Post originalmente publicado no blog Solta o Leão.

Muito Barulho por pouco:

"Pelo que li e ouvi nos últimos dias, parece que, se o Avaí tropeçar no domingo, está eliminado do campeonato. “Meu Deus, não vai vencer o turno, tá tudo perdido!”, é mais ou menos o que dizem. Acho que falta conhecer melhor o regulamento do campeonato.

Se o Figueirense vencer o turno – e ele deve vencer -, isso não garante que ele estará na final. Ainda tem semifinal, que envolve o campeão do turno, o campeão do returno e mais dois do índice técnico, ou três, se o mesmo time ganhar os dois turnos. Ou seja, vou repetir pela milésima vez: o importante é chegar entre os quatro. Ganhar turno é legal, dá vantagens, pode ser importante, mas não garante nada. Dos últimos sete campeonatos, três (2005, 2007 e 2008) foram vencidos por times que decidiram fora de casa.

A campanha do Avaí não é ruim. São 15 pontos em oito jogos, um aproveitamento de 62,5%. É melhor que o aproveitamento do primeiro turno de 2009, quando fomos campeões, e de 2011, quando estávamos na Série A. Ruim foi a atuação contra o Joinville, quando o time se arrastou em campo e, pra completar, o treinador deu uma entrevista pós-jogo que nos deixou ainda mais confusos: afinal, o que aconteceu que ele e a comissão técnica não podem interferir? Nas demais partidas, as que ganhamos e as que perdemos, não vimos nada que não fosse esperado, para bem e para o mal.

“Ah, mas o Avaí só ganhou dos fracos e perdeu pros mais fortes”. Ganhou do Criciúma. “Ah, mas o Criciúma é ruim”. É ruim e tem dois pontos a mais que o “forte” JEC. Além disso, jogamos contra Joinville e Chapecoense fora (igual ao Figueirense, o da Série A, que somou apenas um ponto contra esses dois rivais) e ganhamos do Atlético de Ibirama, que chega à última rodada brigando pelo título do turno. Faltou dizer que estamos atrás apenas do time mais rico do estado e da atual campeã.  Mas claro, isso ninguém fala, a campanha é ridícula, estamos sendo humilhados, é uma vergonha, e por aí vai.

Marcinho Guerreiro, o grande capitão injustiçado que o malvado Gallo mandou embora, hoje não presta pra nada. Moretto, a muralha da Série A, virou um frangueiro. Mauro Ovelha, o treinador que disputou cinco finais em oito anos, é uma besta quadrada que não entende nada de futebol. Claro, que, sentando no sofá vendo jogo e tomando meu uísque (ZUNINO, 2012) é que entendo.

Gostaria de ver esse mesmo empenho em reclamar de tudo quando o presidente diz que pretende fatiar os guris da base entre os diretores que “emprestaram” dinheiro ao clube ano passado. Não, não esqueci das entrevistas do presidente ao InfoEsporte. Vou comentá-las em breve. Se houvesse um décimo de empenho em cobrar o extracampo como há em reclamar de tudo que ocorre dentro das quatro linhas, garanto que estaríamos bem melhor do que hoje." Felipe Silva do Blog Solta o Leão.



sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Leões da cabeça aos pés

A venda nos próximos jogos do Avaí, setor H, por 15 pila.

A sempre presente e linda Torcida Organizada Leões do Vale estará vendendo a partir dos próximos jogos do nosso Avaí, essa legítima sandália avaiana.  Eu amei!

Faz côza nesse domingo, faz "Almeida"


Querido Nelson Rodrigues,
Sei que onde estais, está contigo o teu amigo “Sobrenatural de Almeida”.
Essa figura que representa o futebol como poucos.
Oras cá entre nós Nelson, que ninguém nos ouça.
Domingo ele precisa “visitar” o catarinense.
Uma passadinha no jogo em Camboriú. Um bafo forte de um vento sul ilhéu e pronto. Bola pra dentro do gol dos tricolores do estreito. E o travessão e as traves do Camboriú pegando todas.
E outra visita no jogo da Chapecoense. Uma aprontadinha lá te transforma em um manezinho nato. A ilha está por cima, desejada por todos. 



Se existe um Clube que tem amizade sincera com o Almeida, esse Clube é o Avaí.
Essas côzas de sobrenatural é com a gente.
Sabes disso! 
Sabes que esse apaixonante Clube dessa pequena ilha azul (estais vendo aí de cima a nossa cor), esse Clube faz côza. E o Almeida também.
Faz côza nesse domingo, faz Almeida!

Foto: Nelson Rodrigues - dramaturgo, jornalista e escritor brasileiro. 

Algumas "coisas" sobre o nosso elenco


Patric enquanto teve folego, deu umas escapadas pela lateral direita nessa quarta passada. Joinville. Onde cinzas caíram por sobre cabeças,pés e pulmões Avaianos.  
Pode e vai contribuir muito nesse elenco se o grupo estiver focado, unido e com vontade de jogar.

Os primeiros jogos do Avaí nos impressionaram pela determinação tática dos jogadores na marcação cerrada e muito folego. A falta de força e qualidade na criação de jogadas no ataque foi visível, também.


Ontem as qualidades sumiram e claro, os defeitos ficaram mais acentuados.
Ovelha precisa e pode fazer o seu grupo se disciplinar novamente com pegada na marcação e azeitar o ataque. Claro que isso passa pela qualidade nas jogadas na meia cancha e nas alas.
Se coisas extra-campo atrapalharam o desempenho do grupo no jogo em Joinville como ele deu a entender após o jogo, o nosso comandante deve cobrar da direção de futebol do Clube uma postura firme diante de seus comandados, seja lá o que acarretou aquele desempenho pífio no jogo das cinzas.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Recado aos zagueiros

Pra manter o bom humor e matar a saudade.



Sei que Emerson é um gentleman (além de excelente zagueiro e tudo e tal) e jamais faria isso, mas eu como fã adoraria. Hehehehehehehe......
Brincadeira, capitão.

Precisamos começar a jogar bola


Ovelha começou o estadual sem muitas opções no elenco.
Montou um time pegador, marcador e conseguiu vencer alguns jogos.
As opções que ele não tinha no início, chegaram.
E aí deve entrar com certeza, a capacidade do comandante.
Que é preciso continuar pegador e marcador o futebol atual no mundo sabe disso.
Agora fazer o time jogar, ver o jogo para acertar os erros que a partida apresenta e substituir corretamente é capacidade que se exige do cara que está vendo o jogo do banco.
A escalação para iniciar o jogo também mostra como o técnico está “lendo” o seu elenco durante os treinos. Muitas vezes vi grandes técnicos saírem com a escalação errada, mas durante o jogo souberam arrumar as peças em campo. 

Outra coisa que venho alertando desde o ano passado é a responsabilidade do treinador de goleiros de um Clube.
Aguentamos Felipe em 2011, e agora Moretto vem cometendo falhas primárias.
As bolas estão passando por entre seus braços, e o cara vai nas bolas chutadas altas no gol com os dois. Por favor, isso é falha técnica. E prestem atenção em outra deficiência técnica. Os "goleiros" recentes que defenderam a nossa meta, jogavam adiantados demaiiiiisssssssssssssss.

Ontem Marcinho Guerreiro deixou visível que não tem condições de jogar como zagueiro. Ovelha o manteve em campo e nessa posição, até o final do jogo.
Robinho não cria nada faz tempo, Capixaba não sabe onde fica o gol adversário, e Renato Santos errou sua posição na linha de zaga dando condições a dois gols do JEC. 
Recompor e cobrar marcação e pegada e mais, muito mais que isso. Postar um time em campo que saiba jogar bola. Estamos jogando muito pouco. Eu diria quase nada.
Ovelha precisa fazer o time jogar e o treinador de goleiros ensinar o "bê-a-bá" aos seus alunos na Ressacada.

E Ovelha disse:

E no final do jogo mais cinzas. Ovelha falou:

"A apatia é fácil de resolver, o problema é não saber jogar". 
 "Tem coisas que a comissão técnica não pode cuidar". 


Nota da blogueira: "Luz, quero luz Sei que além das cortinas são palcos azuis ..."

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

As cinzas caíram sobre o nosso time


E as cinzas da quarta-feira caíram por sobre o nosso time.
Cinzas que são consequências de alguns, definitivamente, “queimados” em Joinville.
Uma fogueira que produziu tantas cinzas que fica difícil dá nome a todos os “gravetos” e alguns "gravetinhos".
Graveto 1: Moretto
Graveto 2: Marcinho Guerreiro
Graveto 3: Capixaba
Graveto 4: Robinho
Graveto comandante: Mauro Ovelha.

Escalação errada; jogadores que já esgotaram suas chances de vestir a nossa camisa; substituições equivocadas e um goleiro que vem falhando muito.
Essas “cinzas” paradoxalmente não impedem a visão do elenco muito pelo contrário, elas clareiam as dificuldades que o nosso Clube vai enfrentar esse ano.
Como torcedora, confesso, que estou com cara de quarta-feira de cinzas. E aqui cessa o paradoxo. 
Estou triste. Não por constatar que alguns jogadores não tem como acrescentar qualidade ao nosso elenco, isso eu já sabia, mas pela decepção desde a escalação para o clássico, com o nosso técnico.
Mas quem é que trouxe tantos “gravetos” e gravetinhos?  Só faltavam as cinzas.  Não faltam mais.

Falta pouco


A Quarta chegou!
No calendário cristão ela é de cinzas.
No calendário de cristões, mulçumanos, judeus, budistas, hinduístas e tantos outros apaixonados por futebol e pelo Avaí, a quarta é mesmo azul.
Porque o nosso time vai jogar e a bola vai rolar no catarinense.
Deu saudade, né turma?!
Falta pouco para o Ovelha soltar o Leão pra cima do JEC.
As marchinhas voltam ano que vem na ilha, agora é hora de soar o hino mais lindo do mundo:
“A hora é presente e o time vem quente.”
Rola bola, Avaí!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Avaí ferve na festa de Momo

Segunda quentíssima de carnaval. 
Temperatura faz ferver o clima e a festa de Momo na ilha mais azul do mundo.
O Avaí como pretende ferver no estadual, não se escondeu do sol e treinou forte nessa segunda carnavalesca. 
Cléber Santana, deixa Ovelha a vontade para decidir a sua posição. Quero mesmo é que esse belo jogador esteja afim de mostrar o seu futebol aos catarinense.


"Eu me sinto à vontade tanto de segundo volante quanto de terceiro homem do meio, ou fazendo o meia de ligação. Vai muito do treinador, da forma de se jogar. Mas na posição que for do meio-campo, eu me sinto muito bem, e vou procurar ajudar os meus companheiros. Cheguei para somar". 
Declaração de Cleber Santana para o site Gazeta Esportiva-Net

Foto: Alceu Atherino - Oficial Avaí

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Ele parou até o nosso futebol


Praça XV, hoje. Foto: Fabrício Escandiuizzi

Bloco de sujos, falsas e divertidas bonecas, movimento compassado, cabrochas rainhas, passistas reis.
Ruas suadas, lavadas com maresia por pés de todos os tamanhos.
Aqui não há divisões, nem classes.
Pode haver bafos, bafões e babões desmamados.
O batuque vem de todos os lados e a alegria rega toda mazela.
Há donzelas em perigo enquanto a rolha se desfaz da garrafa.
Há mãos assanhadas e gestos disformes.
Há compasso nos quadris escolhidos por Deus.
Até Escolas há!
Carnaval tem seus cheiros, suas cores, seus sons e uma só intenção.
Desfilar alegria.
(e cá entre nós, dessa vez ele conseguiu parar até o futebol catarinense)

Foto de Fabrício Escandiuizzi, publicada em sua página do Facebook

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Vamos embora, pessoal!


A Ressacada está fechada mas a temporada da ressaca começou.
A alegria é sempre bem vinda.
C A R N A V A L
Diverta-se! 
Neste blog não tem moderação
imagina no meu Bloco.

Meu goleiro preferido e Eu

CarnAvai


Mais uma "sacada" inteligente do time do maior tenista do Brasil.
O Carnaval está aí, mas o estadual também.
Então temos hoje um jogo treino ás 16 horas e com direito a camiseta personalizada do Clube.
Esse Ovelha é... colocou os meninos pra suar, em campo.
E o nosso Avaí é Leão esperto.
Elas serão entregues aos sócios que forem ao treino a partir das 15:30.
São 35 camisetas masculinas e 30 femininas.
Adorei!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

A Arena do amanhã e o hoje


Tenho lido em vários blogs sobre a construção de uma arena.
O que sei sobre isso é somente o que disse o presidente do Clube em entrevista ao Infoesporte.
Acho que além dessa entrevista, algumas pessoas possuem informações privilegiadas sobre esse assunto. Deduzo isso pelos textos e questionamentos feitos na rede. 
Que tudo deve ser feito as claras e com a participação efetiva dos Conselheiros, isso é estatutário. Nada com relação ao patrimônio do Clube pode ser mudado sem a aprovação dos conselheiros.
Se essa arena vai se tornar realidade é outra questão.
Se papo de final de mandato, ou se é uma atitude com interesses próprios e escusos, é uma afirmação muito séria e que sem provas torna-se imediatamente inconsequente. 
Mas nada fica escondido para sempre. As intenções de uma maneira ou de outra vem á tona; tornam-se claras, e as pessoas também.
Adoraria que essa arena daqui alguns anos fosse a nossa casa.
Mas nesse momento e esse ano prefiro transparência, responsabilidade e comprometimento com a verdade. Não só dos dirigentes, mas também dos divulgadores de informaçõesprivilegiadas” nem sempre verdadeiras ou bem estruturadas, e que apontam o dedo com uma facilidade infantil, mas não pura.

Eu estou “crua” de informações sobre esse projeto. 
Estando fora do Conselho vou aguardar o andar da carruagem
Mas se aqui a gente tivesse um jornalismo esportivo investigativo, iria ajudar bastante. 
Não só pra conter informações falsas e divulgar as verdadeiras, quanto pra elevar o nível das discussões nesse esporte que move uma fortuna todos os dias e que tem milhões de apaixonados que precisam ser respeitados e quem sabe ás vezes acarinhados. Com a verdade.
Que esse futuro Coliseu não crie "gladiadores" e "leão famintos" antes mesmo de ser construído.
                                                 

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Dignidade e Bravura

 Dignidade e Bravura. 
Esse é o nosso Clube. 
Esse é o zagueiro Coração de Leão.


Imagem: Página Oficial no Facebook do Avaí Futebol Clube.

Emerson "Coração de Leão" e sua nova função

Ovelha entrega camisa da comissão técnica ao zagueiro Emerson Nunes


Em coletiva nessa tarde, o zagueiro Emerson Nunes anunciou sua despedida como jogador de futebol mas não do nosso Clube. Ele foi integrado a comissão técnica como auxiliar do técnico Mauro Ovelha. 
Parabéns ao Avaí por essa atitude para com um atleta do Clube que sempre mereceu todo nosso respeito por seu profissionalismo invejável.
Trabalhar no que se gosta é sempre saudável.
Ter em nossas fileiras um homem de caráter e extremamente profissional, é um ganho enorme.
"Coração de Leão", tua casa é a Ressacada!
Boa sorte Emerson, que tua nova carreira seja de sucesso e conquistas.

Foto: Twitter do J.Decortes

"Videntes" e seus desejos



Esse mimimimi de que o primeiro turno está nas mãos do time doladelá é pura vidência e/ou quem sabe, desejo.
O primeiro turno está nas mãos da Chapecoense. 
Se o índio piscar está nas mãos do Leão; se o felino não urrar entra em cena um senhor
O senhor Hermann Aichinger. Se esse senhor abrir mão...o “parafuso” metido a furação, quarto colocado, entra em cena com seu lindo mascote.
Mas esse papinho mãe Dinah de que a derrota no clássico colocou o título nas mãos do time do estreito...vão chupar prego, vão! 
(Dizem que vira parafuso)
Como bem  fala o esperto Manezinho: -Disfalça, disfalça istepôs!”
                                                 

Coletiva com Emerson Nunes

O Avaí estava esperando um diagnóstico médico para esclarecer a condição médica do zagueiro Emerson Nunes. Agora teremos um pronunciamento oficial sobre a situação do zagueiro. 
Segue abaixo nota oficial do Clube:


"Às 15h desta quarta-feira, dia 15, haverá uma entrevista coletiva com a imprensa para informar as novidades sobre o zagueiro Emerson Nunes. Além do atleta, estarão presentes membros da diretoria e da comissão técnica. Emerson está afastado do clube desde o início do ano passado devido a problemas de saúde.
Outro zagueiro, Leandro Silva, que se machucou na estreia contra a Chapecoense, já saiu do departamento médico e está iniciando os trabalhos físicos."
(Página do Avaí Futebol Clube no Facebook)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Seis é número de mentiroso?


Email que recebi de Paulo Scarduelli - Célula Comunicação:

CORREÇÃO: AVAÍ DERROTOU RIVAL NA RESSACADA EM 2009

Alguns veículos de comunicação de Santa Catarina divulgaram, de forma equivocada, informação de que o Avaí não vence o Figueirense há seis anos na Ressacada.
A informação não é verdadeira. A última vitória do Avaí sobre o rival do Estreito foi em 22 de outubro de 2009, com dois gols de Roberto e um de Laércio, pela Copa Santa Catarina – competição oficial da Federação Catarinense de Futebol.
Portanto, a última vitória do Avaí sobre o rival foi há dois anos e não seis, como foi divulgado de forma equivocada por alguns veículos.
A informação foi confirmada pelo pesquisador do Avaí, Spyros Diamantaras, que encaminhou a ficha técnica do jogo.

AVAÍ 3 X 0 FIGUEIRENSE
Local – Ressacada/Florianópolis
Data – 22.11.2009
Horário – 10h
Arbitragem – Edmundo Alves do Nascimento, auxiliado por Érica Gonçalves Krauss e Juliano Fernandes da Silva
Cartões amarelos – Rogélio e Xaves (A); Tarcisio (F).
Cartões vermelhos – Gustavo(F) e Carlos Eduardo(A)
Gols – Laércio (A) 18’, Roberto (A) 20’ e 41’ do 2º tempo

Nota da Blogueira: Será que os "meninos" da imprensa vão divulgar amplamente essa correção? 
E quem sabe, aproveitam pra divulgar quantos anos o time doladelá não vence a gente no Scarpelli.
Dizem que sete é número de mentiroso, estou começando a achar que na mídia esportiva catarinense número de mentiroso é o seis
Vão pesquisar, vão! Faz parte do trabalho de vocês.

Trabalho e mais trabalho



Na manhã de hoje, os jogadores se reapresentaram e dividiram as ações em dois momentos: primeiro trabalho regenerativo na academia de musculação da Ressacada e, depois, trabalho físico na quadra de grama sintética da Fair Play.
O meia Robinho que saiu por lesão no jogo de domingo, participou da primeira parte do trabalho e, depois, ficou realizando exercícios suplementares na fisioterapia. Nos trabalhos da tarde, na Ressacada, ele deve participar junto com os demais atletas.
A semana do Avaí será de trabalho intenso. 
Hoje, amanhã e sexta-feira, o grupo trabalha em dois períodos.

A chuva está caindo, o carnaval chegando...
Manter o foco com muito trabalho é necessário.
Ovelha sabe disso.

Fonte: Célula Comunicação

"Azeitar" o ataque


Mauro Ovelha tem tudo pra conseguir “azeitar” o ataque avaiano.
Cléber vai dar mais qualidade no toque de bola. Foi possível perceber isso nos poucos minutos que esteve em campo no domingo.
Gilmar ainda não jogou, mas se estiver fisicamente bem vai acrescentar.
Patric se jogar o que jogou na sua passagem anterior, vai levar com mais desenvoltura a bola ao ataque em jogadas pela ala esquerda.
As “peças” estão aí, falta Ovelha distribui-las no tabuleiro e tirar de cada um o melhor de si.
O nosso comandante já conseguiu “azeitar” a nossa defesa. E olha que no primeiro jogo ele perdeu um belo zagueiro. Ano passado a gente sabe o quanto sofreu pela falta de qualidade dos zagueiros que estavam na Ressacada.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O que o clássico trouxe



Mais uma vez, outra vez, novamente a nossa torcida se mostra de peito aberto para o seu Clube.
Sem mácula!
Quem viu só o jogo não viu o que esse jogo trouxe consigo.
A Torcida Avaiana.
A voz, o canto, a paixão, a força, a raça.
Fica a dica.

Foto: "Roubei" da página no Face do Jean Anderson

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Domínio avaiano foi total, até no placar


O Avaí teve o domínio total desse jogo.
Inclusive no placar.
Um primeiro tempo com um domínio totalmente estéril, o nosso time "soube"  manter o placar no zero.
Não vi o goleiro adversário fazer uma defesa difícil.
E olha que a posse de bola foi TOTALMENTE  nossa.
Não vi uma jogada eficiente pelas alas.
O domínio do jogo aconteceu pela boa marcação exercida pelos homens de defesa avaianos.
O adversário não conseguiu jogar bola.
(O nosso goleiro também não precisou defender nenhum chute, nenhuma cabeçada)
Esse domínio que o Avaí exerce sobre seus adversários, precisa ser transformado em armações de jogadas que acabe em gols.


E então no segundo tempo... Nunes que havia entrado no lugar do Capixaba, resolveu tirar o zero do placar. Mas a favor do adversário.
Armou com seu erro o contra ataque que o time do estreito esperou até aquele momento.

Cléber Santana entrou tarde demais e Clérveson foi uma decepção total.
Se ele ao menos tivesse jogado um pouquinho no primeiro tempo, o domínio que o time avaiano exerceu na marcação e nas roubadas de bola, poderia ter tirado o zero do placar.

Se alguém tinha alguma dúvida que temos problemas na criação das jogadas que levam ao gol e de um homem que coloque a bola pra dentro, depois do jogo de hoje não tem mais.
Uma pena que quando Cléber entrou (tardiamente), Robinho precisou sair.
Quem deveria ter saído era Cléverson.
Esse não jogou nada.


O clássico catarinense


Oras bolas, estou só esperando o passar das horas.
A hora da bola, rolar.
O embolar das torcidas;
O separar dos amantes;
O ansiar dos ansiados;
O saciar do vencedor;
O silêncio do derrotado;
O cegar da justiça.
A rivalidade que nunca finda. 
O clássico catarinense.
O jogo que nunca termina.
Rola, bola!

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Clássico é para "classudos"


Eu amo esse jogo!
Essa rivalidade mané que nos "permite" rir de um parente, de um amigo, do chefe, do colega.
Vamos deixar o jogo ser jogado e a brincadeira acontecer.
No lado adversário estão os nossos iguais.
Eu quero vencer sorrindo.
Paz é premissa necessária para a continuação do humano.
Clássico exige comportamento "classudo".

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Os jogadores precisam saber disso



O clássico é domingo, mas claro que ele já começou fora do campo.
Começou com a ansiedade das torcidas; com a preparação dos times; com as brincadeiras pela cidade; com a procura por ingressos; com o manto sagrado vestido nossos corpos; com  promessas aos deuses e santos que o futebol arregimentou, e com o sonho de vencer.
Nós avaianos temos nossos "rituais".
Somos passionais e nunca escondemos isso.
Avaí acima de tudo, inclusive de nós mesmos.
Vencemos o medo, a dor, a indignação.
As derrotas respondemos com ações de incentivo, e as vitórias são conquistas campais.
Desde já estamos jogando o Clássico.
E os jogadores precisam saber disso.
Antes do jogo começar no campo, vamos contar isso pra eles pessoalmente.

Convite aos Corações Avaianos


Esse é o nosso coração.
Que esse nosso coração vem batendo no time desse ano, também não há dúvidas.
E essa semana ele vai disparar, vai bombando com paixão o sangue azul na veia de todos.
Clássico é para fortes.
Sendo assim, é coração na chuteira e postura de Leão.
O Avaí sempre foi assim, e Ovelha também.
Raça, sangue azul, coração de Leão.

Vamos lotar a Ressacada avaianos.


Os comandados por Mauro Ovelha merecem;
O jogo exige;
A paixão implora;
E o amor se deixa ver.
Vamos lotar a Ressacada, corações avaianos.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

"Só pro meu prazer"



"Não fala nada
Deixa tudo assim por mim
Eu não me importo
Se nós não somos bem assim
É tudo real as minhas mentiras
E assim não faz mal
E assim não me faz mal não

Noite e dia se completam
O nosso amor e ódio eterno
Eu te imagino, eu te conserto
Eu faço a cena que eu quiser...

Não vem agora com essas insinuações
Dos seus defeitos ou de algum medo normal
Será que você, não é nada que eu penso
Também se não for
Não me faz mal
Não me faz mal não..."

Música "Só pro meu prazer" - Leoni

Líder


Um primeiro tempo chato.
Chatíssimo!
Jefferson, o mais chato de todos, conseguiu ver uma falta e ainda deu cartão amarelo somente para o pendurado Guerreiro.
O nosso time também foi bem chatinho, não soube jogar.
Chutões, falta de criatividade pela meia e nada de jogo pelas laterais.

Mas no segundo, bastou uma substituição para que o nosso Leão mostrasse as garras.
Cléverson entrou deu ritmo e força nova ao ataque.
Como eu já havia dito, o jogo de hoje era pra vencer e assumir a liderança.
Dever cumprido e de goleada.
Não vejo ninguém na minha frente!

Hoje começa a decisão do turno


Hoje temos um jogo que requer tão somente tudo que o Mauro Ovelha já conseguiu implantar nesse pouco tempo de trabalho.
Garra, determinação, vontade e disciplina tática.
É isso mesmo!
Se o nosso Avaí jogar como vem jogando, não perde pro Marinheiro.
Não é jogo pra jogar bonitinho, com toquinhos pros lado e tudo e tal.
É jogo pra roçar a bunda na grama, fungar no cangote dos adversários, não tomar gol e fazer um. 
Sim, apenas um!
Se a gente conseguir vencer e ainda jogar muito bem, claro que não vou reclamar.
Mas hoje já começa a decisão do turno.
Vamos fungar no cangote do Marinheiro, Leão!

Novo portal do Avaí


Novo portal do Avaí entra no ar nesta sexta.
Nova ferramenta, que será lançada em semana especial do clássico, vem repleta de novidades e entretenimento para o torcedor avaiano.

Na próxima sexta-feira, 10, o Avaí Futebol Clube colocará no ar o seu novo portal. O lançamento será realizado no auditório da Ressacada, às 9h, em evento especial para a imprensa e blogueiros do clube. Às 14 horas do mesmo dia o novo portal estará liberado para ser acessado pelos internautas.

O projeto gráfico do novo portal foi desenvolvido pela agência Marcca, de Florianópolis, e seguiu algumas metas: facilidade de navegação, leitura dinâmica, interatividade e compartilhamento otimizado.

- Aliado a isso, desenvolvemos o design do portal utilizando muitas curvas e elementos flutuantes, que juntos criam uma percepção mais moderna da arquitetura da informação – explica David Souza, diretor de criação do projeto.

PRINCIPAL CANAL DE COMUNICAÇÃO

No portal, o torcedor também terá acesso facilitado para a compra de produtos na Avaí Store, jogos e desenhos para as crianças da Turminha do Leão e cadastramento para o programa de sócios torcedores "Sempre Avaí". Além de informações em tempo real sobre a classificação do time no campeonato, resultado das últimas partidas e a compra de ingressos on-line para os jogos seguintes.

- O portal será o principal meio de comunicação do clube e, também, um espaço ao torcedor com informações, dinâmicas, entretenimento e conexão entre todas as pessoas que são apaixonadas pelo Leão da Ilha – comenta Cláudio Vicente, Superintendente de Negócios do Avaí.

Fonte: Vandrei Bion - Coordenação de Comunicação

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

"Se todos fossem iguais a você"


E vamos nós pra terra do Marinheiro, Itajaí.
Cidade do meu grande amigo Otávio.
Marinheiro de muitas viagens, mas um pedacinho do seu coração é  azul.

Amo o Avaí, todos sabem.
Nasci avaiana e o privilégio de assistir os jogos ao lado do meu pai, transformou-me numa apaixonada incondicional.
Depois ainda pequena, uma das amizades da minha mãe me ensinou a ser ainda mais, muito mais avaiana.
Dona Nesi deixou um comentário aqui no blog que faço questão de reproduzir.


São palavras de uma avaiana que faz, age e atua; que sabe arregimentar como poucos novos guerreiros para as nossas fileiras.
Ela é concebida avaiana e transforma isso em ações em prol do nosso Clube.
Hoje nós jogamos. Mas não esqueçam que esse “nós” é um conjunto de apaixonados e dele faz parte uma mulher que tem muito a nos ensinar.
Hoje ela nos dá uma aula com suas palavras, mas todos os dias ela atua com ações dentro do nosso Clube.

Nesi Brina Furlani disse...
“Minha sogra dizia que na separação de 2 quem se divertia era o 3ª. Assim com torcedores avaianos. Quando 2 torcedores malham o Avai o 3º inimigo se diverte. Vamos acreditar gente.”

Meu desejo é que os nossos jogadores joguem com o espírito dessa mulher. 
Daix um banho, Nesi!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Não seja tanso!


Foto: Cléber Santana - Twitter oficial do Avaí FC.
Desejo exposto na legenda: KkDePaula

Cochicha no ouvido do cara...


Se ele será o 10 ou o 8 cabe a Ovelha decidir.
Mas Cléber Santana faz exames médicos e deve assinar com o nosso Avaí.

— “Fisicamente estou 100%. Eu estava treinando (no São Paulo), fiz a pré-temporada e estou, depois de assinar, à disposição do treinador “— contou ao DC-Online

O jogador de 30 anos já esteve emprestado ao Atlético-PR no Brasileiro de 2011, mas acabou não evitando o rebaixamento da equipe curitibana. Durante a pré-temporada, no Centro de Formação de Atletas em Cotia, e também durante a disputa do Campeonato Paulista, Cléber Santana não conseguiu convencer Emerson Leão e inclusive já está na cidade de Florianópolis, onde acerta os últimos detalhes com o Avaí. (SiteTerra)

O Leão do tricolor não quis, mas o Leão da Ilha quer. E muito!
Que Santana sinta a pele arrepiar com a  maresia azul de Floripa e se deixe “contaminar” por essa paixão manezinha : O Avaí.

Alguém pode cochichar no ouvido do cara, durante os exames, que estamos carentes de ídolo?
Vai que ele...

Fontes: DC-Online e Terra-Esportes

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Semana decisiva


Semana decisiva para Ovelha e seus Leões.
Muito trabalho com certeza.
 Sabemos que o nosso time ainda precisa de ritmo, ajustes e peças.
As vitórias permitem ao comandante trabalhar num ambiente mais saudável.
Mas o estadual está aí, e temos chances de faturar o primeiro turno.
Quarta em Itajaí o Leão precisa urrar pra cima do Marinheiro.
Vitória ou nada.
E domingo...depois a gente conversa sobre esse jogo.
O Jogo.

Rádio Oficial


E agora nós vamos ouvir os jogos do Leão na Rádio Avaí.
É isso aí, galera avaiana.
A nossa rádio oficial.
Azul como o nosso DNA, o nosso sangue e a nossa raça.
Quem pode pode, quem não pode se sacode.
Renatinho está no comando.
Adorei!!!!

"Sensação"

Ops!
Qual é a "sensação"?

sábado, 4 de fevereiro de 2012

3 gols, 3 pontos



45 minutos.
Foi o que precisou jogar o Avaí pra vencer o limitadíssimo Camboriú por 3 a 0.
Capixaba e Neilson desencantaram. O segundo marcou um golaço.
Pirão deu sabor á vitória.
Foi isso.

O segundo tempo não precisava ter sido jogado.
Mas valeu para dar ritmo nesse início de temporada; a volta do Rafael e a entrada do Palhinha.
Cássio foi expulso; Bruno soube tomar seu terceiro cartão amarelo; Marcinho não teve a mesma competência, e Diogo Orlando ficou pendurado. Vai ter que se cuidar para não tomar contra o Marcílio porque fará falta no clássico se tiver que cumprir suspensão automática.
Ovelha não passou a quarta marcha, mas conquistou sou quarta vitória e a liderança provisória do campeonato. E mostrou que não vai desmanchar seu esquema de jogo tão facilmente.

Pra quem eu vou torcer amanhã?
Não tenho a menor dúvida, porque minha religião proíbe determinantemente... e religião não permite dúvidas. 

Valeram os três pontos.
Como eu disse no post anterior, o que importa nesse momento é bola na rede.

O que importa é bola na rede


Quando o jogo começa o que importa é bola na rede.
Bola na rede adversária.
Eu quero ver gol do Avaí.
Quem vai marcar não importa.
Se Orlando ou Bruno, se Renato ou Robinho.
Quem sabe Marcinho?
E se Capixaba desencantar?
E se o "prato" principal for Pirão novamente?
E se o Arlan cruzar na cabeça do Cássio?
E se tudo isso acontecer?
Eita nós!
O que importa é bola na rede adversária.
Não importa quem vai marcar, vale até gol contra.
Gol neles, Leão!

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Sábado de maresia


A turma "salgadinha" do continente próximo, vem enfrentar os peles salgadas até na alma.
Com esse calor a transpiração tem que ter cheiro de maresia.
Maresia manezinha.
Salga o campeonato, Leão da Ilha.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Oba, eba!


Os leões da retaguarda no ataque


Um primeiro tempo regular, e um belo gol com um passe inteligente de Diogo Orlando.
Continuamos com deficiência na meia cancha, quem vem aparecendo por ali é Bruno e no  hoje de hoje, Diogo Orlando. 
Robinho na companhia desses dois volantes,  joga muito atrás e os homens da frente não estão aproveitando as poucas bolas que o nosso camisa 10 consegue distribuir com alguma qualidade.
Mas esse tempo foi "dominado" pelo nosso time.

O segundo tempo foi sofrível.
Não criamos, usamos poucos as laterais, chutões, chutões, chutões.
Nosso ataque continua devendo, e muito.
E o Brusque veio pra cima, veio sem qualidade mais veio.
Ovelha demorou pra fazer as substituições.
Palhinha teve pouco tempo no jogo; Cleverson sem ritmo ou desligado. Não sei.
Valeu a vontade, o suor. Porque inspiração faltou.
Com alguma transpiração e uma inspiração do Orlando que Renato soube aproveitar, vencemos o jogo contra o fraco time do Brusque.
Três pontos importantes.
Muita coisa pro Ovelha arrumar e ás vezes, se arriscar mais.
Quando a gente pensa que o comandante vai passar ao menos a quarta marchar, ele não o faz.

Foto: ClickRBS

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Leão em Brusque

Ovelha, solta o Leão em Brusque!
Vamos em busca da terceira vitória.
Importantíssima para a sequência desse primeiro turno.