segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Nós jogamos domingo



Nós não sabemos distorcer
Nós sabemos torcer
Nós nos auto convocamos
Não quando tudo está bem
Claro que não!
Nós levamos mais de mil a treinos
Não quando tudo está bem
Claro que não!
Nós vamos ao aeroporto
Não quanto tudo está bem
Claro que não!
Nós combinamos nos concentrar
Não quando tudo está bem
Claro que não!
Nós o fazemos porque tudo está sempre azul.
Torcida que distorce
Não torce pelo Azul
Tudo Azul 
Nós torcemos pelo Avaí
Nós jogamos domingo!

A importância do Sócio



Em decorrência das campanhas de 2010 e 2011 tenho percebido muitas manifestações de torcedores com críticas construtivas, algumas ironias e muita vontade de ajudar o Avaí em seu futuro.
Como sei que alguns desconhecem como é feita a escolha pra o Conselho, e muitas dessas críticas e muita ironia são para esse órgão deliberativo do Clube, gostaria de salientar algumas coisas:
1) O Conselho Deliberativo do Clube é eleito a cada quatro anos pelos sócios do Clube.
2) Para compor chapa ao Conselho se forma uma lista com o nome de 100 sócios adimplentes.
3) O Conselho Deliberativo eleito pelos sócios, vai escolher o presidente e o vice do Clube.

Notem a importância de ser sócio.
Os sócios são os responsáveis pela escolha das pessoas que terão o direito de eleger a presidência.
Ora, as críticas são sempre bem vindas, principalmente quando apontam soluções. Já disse que renovar é preciso e não se faz isso sem participação nas coisas do Clube.
Seja sócio do Avaí, se for possível seja membro do Conselho. 
Fique atendo nas datas e faça parte da lista dos conselheiros para os próximos quatro anos. Caso não tenha vontade de participar como conselheiro, fique atendo nas datas para votar como sócio. 
Volto a repetir os sócios elegem os conselheiros.
Senão fica assim: 
- Eu critico quem está lá, mas eu não entro lá para participar, propor, mudar, renovar.

(Agora um recado: eu acho super normal e faz parte das coisas do futebol, receber gozações e ironias da torcida adversária. Levo na esportiva e espero para dar o troco. Mas gozação e ironia dos próprios torcedores avaianos se referindo a nossa torcida e ao nosso Clube, eu subo nas tamancas e respondo a altura. Estou falando de gozações e ironias, não de críticas. Claro que os clubes que estão na zona do rebaixamento ou próximos a ela, comentaram erros em seus planejamentos e na direção do Futebol.)


domingo, 30 de outubro de 2011

Fragilidade psicológica, fragilidade tática

Que pena!
O Avaí não conseguiu manter o nível do futebol jogado no primeiro tempo. 
Depois que o Corinthians teve um homem expulso não soube aproveitar a superioridade numérica. 
Acuado pela força do Corinthians empurrado por sua torcida, o meio de campo avaiano não soube tocar, segurar a bola, e o Avaí tomou a virada.
Mesmo assim ainda tivemos chances de empatar  o jogo mas nosso goleador hoje não esteve bem, e a bola que sobrou para Robert foi caprichosamente pra fora.
A derrota veio também pelo fator psicológico. O Avaí tomou o primeiro e sentiu, sentiu muito.
E a qualidade do time paulista decidiu o jogo.
Faltou uma jogador consciente, que soubesse acalmar o jogo quando aconteceu o empate.
E mais um zagueiro deveria ter entrado quando houve o empate. Estava visível  a fragilidade avaiana. Tanto psicológica quanto tática.
Vamos buscar a vitória em casa, contra o Ceará.

Vamos jogar

Queridos(as), os resultados de sábado com certeza fortalecem ainda mais o animo dos nossos jogadores para a batalha deste domingo.
Acredito que Toninho vai de Diogo Orlando na vaga do Bruno.
Somos franco atiradores na terra dos bandeirantes.
Não vou chover no molhado.
Portanto, não falo das nossas possibilidades nesse confronto.
Futebol precisa de somente 90 minutos para transforma 11 homens em guerreiros.
Desejo tão somente que os nossos defendam como leões as nossas cores.
Vamos pro jogo!

sábado, 29 de outubro de 2011

Mais de nós

Foto: Felipe Calmon Site INFOESPORTE
Foto: Flávio Neves ClickRbs
E nós mais uma vez fizemos a nossa parte.
Ontem o Hercílio Luz se transformou novamente em Aderbal Ramos da Silva.
Cléverson deixou o recado em seu twitter assim que a delegação chegou em Sampa:
@cleverson_18: Parabens a torcida do avai pela recepçao no aeroporto!! about 3 hours ago

Agora passamos a bola para os nossos jogadores.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

A diferente faz a diferença

Paixão pra toda Vida!

É esse tipo de apoio que nos fortalece ainda mais. Não tenho a menor dúvida que isso faz toda a diferença. O torcedor do Avaí é diferente. Passei por equipes com torcida forte e percebo que aqui a torcida é diferente. Às vezes, estou no supermercado ou mesmo na rua e sou parado para receber um incentivo. Por isso, gostaria de ver este estádio sempre lotado, porque, talvez, o torcedor não saiba o quanto ele faz a diferença. (Lincoln)

A fidelidade tem a alma feminina.

Fotos: Mariana Mara Silva

A IlhAzul

Cacupé- Hoje 13 horas

Sexta de feriado pra mim.
A ilha está muito bem vestida.
O azul contorna sua silhueta impecável, e acima das cabeças de seus habitantes, o céu espelha a roupa por ela vestida.
Sendo assim, vou junto nesse "desfile" de alta costura.
Vou vestir azul e dar um olhar apaixonado aos que embarcam às 19 horas. Esses que vão lutar em São Paulo por essa cor que nos contorna por fora e nos colore por dentro.
Bom embarque, bom jogo Avaí.
Eu estou indo lá pra dizer isso.
(Vista azul e venha comigo torcida avaiana!)

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Asas da Paixão


Que desgosto


Tem gosto pra tudo.
Em tudo tem gosto.
Gosto, as vezes, provoca desgosto.
Mas confesso que ainda me surpreendo e me espanto com alguns “gostos”. 
Não me provoca reações violentas, claro que não, respeito o diferente. 
Provoca somente surpresa e espanto.

Mas questiono (tentei não fazê-lo): 
- Quem em sã consciência, entra em blogs de futebol para ler sobre coisas escatológicas, ver fotos de ânus?  Quem de mente sã tem blog de futebol para diminuir, não com críticas salutares mas com escarnio doentio, seu clube e seus torcedores?
Em alguns fazem paralelos entre a empresa Santa Luzia e o Avaí. 
Entre esses, “alguns” usaram como exemplo um dos materiais coletados para exames, comparando-o ao nosso Clube na atualidade. Essa é a surpresa. 
O espanto? 
O espanto é que são blogs avaianos.
Os “gostares” falam por si só.
Freud explica.
Mas por favor, não esqueçam, a marca  Avaí está intimamente ligada aos nossos blogs. Porque o Avaí somos todos nós.

Já que questionei, deixo um conselho:
Faz o seguinte, entra no banheiro da tua casa escreve e/ou desenha com o material que ali tu produz. Aí a coisa é só tua. Toda tua.

Respeitem o Avaí Futebol Clube. 
Somos torcedores. Nós somos o Clube.
Muitos homens e mulheres trabalharam e trabalham em prol do Avaí.
EU VOU!



Aos "fracos"

Favor pregar no vestiário. Com cópia para cada jogador levar pra casa.



"Algo que estávamos retendo nos fazia fracos até verificarmos que éramos nós mesmos." (Robert Frost)

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Precisamos remoçar o Conselho Deliberativo


Em uma das reuniões do Conselho Deliberativo do Avaí eu disse:
 - Se faz necessário “remoçar” os membros deste Conselho.

O Clube tem novas dimensões, novos desafios e uma nova estrutura.
O Avaí cresceu. Não é mais aquele “time” que atuava no “pasto do bode”. Tudo que diz respeito ás coisas do Avaí, toma grandes dimensões e assim que tem que ser mesmo.
Agora nos tornamos um Clube.

Portanto, a juventude nascida no mundo globalizado, no mundo onde o futebol virou negócio e onde o marketing é uma arma poderosa; essa juventude, tem que se fazer ouvir e tem que agir. Essa juventude se capacitou para responder aos novos tempo do esporte,  sendo assim, se faz necessário  estar presente, proximamente presente, nas coisas do emergente Avaí Futebol Clube.
Claro que a experiência se faz necessária em tudo, acrescenta maturidade e aponta perigos. Mas ela precisa ser capitaneada por jovens, por mentes preparadas para os novos tempos.
Essa dobradinha, experiência e juventude, esse percentual saudável não está bem dividido no Conselho Deliberativo do nosso Clube. Nosso Conselho está velho.
Se eu estivesse escrevendo sobre as Forças Armadas, estaria convocando os jovens.  
Mas como estou escrevendo como membro do Conselho, convido aos jovens avaianos , que estejam preparados para guiar o Avaí no presente e no futuro, que se tornem conselheiros do Avaí Futebol Clube.

Desmaiado relógio de Dalí



Em 2010 já vivenciamos a mesma expectativa que se apresenta este ano (calejados?).
As horas não passam, a semana se arrasta e o próximo jogo parece estar a quilômetros de distância. As horas se arrastam como no 'desmaiado' relógio de Dalí.
Esperar, simular, superar, vencer
Esses são os quatro verbos conjugados, em mais um final de ano, por nossa torcida.
Eu espero simulando, na tabela virtual, a superação que trará vitórias ao nosso místico Avaí Futebol Clube.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Eu não sou o Avaí


Quando conheci a blog esfera, me deparei com o Blog Elite Azul e Branca do nosso inesquecível maestro Tullo Cavallazzi.
Fiquei encantada, o ruivo tinha acessos que batiam muitos jornais da cidade.
Conversando com ele fui incentivada a criar um blog Avaiano.
Confesso que nunca havia pensando nisso. Mas no instante em que ele me deu a ideia, uma onda em azul e branco me tomou por inteira. Não havia mais como escapar desse “vírus” azul. Febre, calafrios, tremor, temor e cá estou eu, escrevendo todos os dias sobre a minha paixão.

Não é e nunca foi minha intenção ir além da escrita apaixonada. Nada de posts jornalísticos, sarcásticos, polêmicos ou estatísticos. 
Paixão! Eu escrevo com paixão.
A Blog esfera avaiana cresceu. Como isso é bom! Como é salutar encontrar na rede homens e mulheres, que se propõem a escrever sem lucro, ou intenção que não seja divulgar o Clube.

Desde pequena aprendi a respeitar todos os seres humanos. Como torcedora não sou diferente. Acho as brincadeiras e gozações saudáveis quando ficam na esfera do ‘ser torcedor’. 
Jamais vou ofender alguém porque pensa diferente de mim quanto ao Avaí, ou porque torce por outro clube.
Quando o “conjunto” não é vazio, mas sim composto por seres humanos, surge ás diferenças, os diferentes. Não aceitar isso é fomentar, criar, alimentar o preconceito. 
Se é difícil na esfera virtual, se está faltando respeito aqui, é fácil explicar o porque da covardia. Aqui alguns não tem nome e rosto, travestem-se do que querem e se transformam em meros dedos no teclado. Na vida real todos tem nomes, rostos. No mundo real os covardes são facilmente reconhecidos.

Não espere mudanças na escrita desse blog. 
Não espere ironias gordas em sarcasmos e veneno;
Não espere moderações nos comentários, não farei isso 
(acho importante conhecer a diversidade que o caráter humano é capaz de nos impor).
Espere sempre uma escrita 'obesa' de paixão. 

O que escrevo aqui não é sobre o Avaí. 
Escrevo sobre a paixão que brota da minha condição de Avaiana.
Porque eu não sou o Avaí. O Avaí somos todos nós.
Portanto, não escrevo acreditando que sou O Avaí.
Sou uma Avaiana.
(Na esfera virtual e na vida real)
Na real, nasci Avaiana.
Na virtual, o Tullo me fez estar blogueira Avaiana.
(sinto falta da tua batuta maestro, tenho errado no compasso e no tom)


Poesia matemática

"Às folhas tantas 
do livro matemático
um Quociente apaixonou-se
um dia 
doidamente
por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
e viu-a do ápice à base
uma figura ímpar;(...)

Fez de sua uma vida 
paralela à dela
até que se encontraram 
no infinito.
"Quem és tu?", indagou ele
em ânsia radical. (...)"
- Sou a torcida Avaiana! (Respondemos hoje todos nós.)

(Poesia Matemática de Millor Fernandes)

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Alma Avaiana



Olhe, tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras. 
Sou irritável e firo facilmente. 
Também sou muito calmo e perdôo logo. 
Não esqueço nunca. 
Mas há poucas coisas de que eu me lembre. 
(Poema 'Alma perdida' de Clarice Lispector)



O Avaí é uma lembrança recorrente
Um sonho corpóreo que insiste em azular dias e noites
Se faz dicionário e escrevo fácil
Me irrita, mas não fere
Não esqueço nunca
Mas também há poucas coisas de que eu me lembre.
Mesmo porque o que nunca esqueço são as coisas da alma.
Alma avaiana.
Esse faz a aliança entre o sonho e a vida
Desfaz irritações e feridas
Essa é Avaiana
Esqueço nunca 
Mas também há poucas coisas de que eu me lembre
Nem de mim
Lembro.


TOPBLOG 100

O DNAzul está entre os 100 blogs que passaram para a segunda etapa no TOPBLOG.
Se você gosta dos meus post e quiser votar, clique aqui ou no banner do prêmio, localizado na barra direita lateral do Blog.
Obrigada!

domingo, 23 de outubro de 2011

Pílulas de positivismo


- Quando o Avaí perdeu pro Inter, no outro dia, o céu estava cinza. Olha hoje!!!! #DeusÉAvaiano.
Jamira Furlani

- Quem pinta o ceu (sua casa) de azul e branco e sua mae usa vestido azul, é completamente apaixonado pelo avai ! Deus é Avaiano demais ! Gracas a Deus ! rsrsrs.
Oh meu Deus, ajuda só mais um pouquinho ai ta ! Falta pouco !
Marcelo Alves

 - Depois do jogo falei para Zunino. Se algum médico disser que tenho que fazer exame do coração, respondo que não faço, pois vou assistir jogo do Avai. Haja Deus.
Nesi Brina Furlani

Quebra tudo nação azul e branco!!!
te amo meu AVAÍ!!!
TAMO JUNTO!!! VAMOS FICAR LEÃÃÃOOO!!!
Norton

- Outra coisa Kátia, estou com um bom prenúncio de que as cinzas que cairam na ilha farão o Leão resurgir com fênix!!!
Antonio Carlos

Ao lado da vitória, de glórias, não para de surgir companheiro, mas ao lado de derrota... só ficam os nobres e os com raça, força... para, em união, tentar a vítória outra vez.
... ainda nem acabou! (e não acabará jamais)
Larissa Poeta de Melo

 - Eu acredito e vou até o fim!!! E se rebaixar(Tenho certeza que não vai) estarei lá na mesma cadeira de sempre do setor A!!! EU CONFIO, EU ACREDITO!!! KK tamô juntos!!! AVAÍ SEMPRE!!!
Marcos Totô Evangelista

- UM LEÃO COM BANDO, sempre será mais forte!!
Tainha Escalada

- Força leão estaremos com você em tempo bom ou com tempestade, pois nois avaianos de verdade não inporta onde o nosso time esta se é sere A,B,C e ETC....
Pois o nosso amor por vc é eterno e estaremos sempre juntos ......força Leão..
Anônimo (como recebo muitos comentários de anônimos, me dei ao luxo de escolher um)

Porque o Avaí faz "côza"



Cada coisa na Terra tem sua natureza.
A natureza de cada coisa tem suas Leis.
As leis da natureza não podem ser mudadas.
O homem tem sua natureza. Tem um corpo, ocupa um espaço e é temporal.
E se alguma coisa na natureza do Homem foge das três categorias do humano, se a resposta não corresponde ao que nos é determinado por leis naturais... temos um milagre.
Milagres sendo assim, são raros.
A natureza é cruel.
Não mexa com ela.
Mas se o céu é tão azul, sempre azul e os milagres são celestiais pois escapam das leis terrestres, a natureza do azul é por si só milagrosa.

Todos os Clubes de futebol são terrestres e portanto, seguem as leis da natureza.
O Avaí Futebol Clube é celestial.
Por isso faz côza!


sábado, 22 de outubro de 2011

I Love Robert

Meus queridos leitores com nome e anônimos, me desculpem mas o post vai ser curto.
Tô tomando umas geladas com amigos num churrasco.
Saí da nossa Ressacada e vim direto.
Não posso deixar porém de agradecer ao nosso goleiro Felipe.
Hoje ele encarnou o nosso Adolfinho.
E claro, um carinhoso e sincero I LOVE ROBERT!!!!
Vou beber, dá licença!

É bola pra frente...

É só coração, o meu Avaí!

Os Leões e as Leoas

— "Tenho jogado dessa maneira sempre, pegando a bola e indo pra cima dos adversários. Esse é o meu forte e não vou fugir das minhas características. O jogo pede isso e vou procurar chamar a responsabilidade junto com o Lincoln e o Robinho para criar situações de gol." Cléverson


Hoje tem que ser assim, atacar como leões as suas presas e defender como as leoas, diante de qualquer ameaça a sua prole.
A prole estará na Ressacada e a presa no campo.

Vai pra cima deles, Leão!

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

E se falasse encanto...magia






Fossem ciganos a levantar poeira
A misturar nas patas
Terras de outras terras, ares de outras matas
Eu, bandoleiro, no meu cavalo alado
Na mão direita o fado
Jogando sementes nos campos da mente
E se falasses magia, sonho e fantasia
E se falasses encanto, quebranto e condão
Feitiço, transe-viagem, alucinação
Não te enganarias, não te enganarias
Não te enganarias, não!

TamuMausé


Querido Mausé, que saudadona!
Nosso William é vice-artilheiro do Brasileirão.
Mas a defesa...
Manda uma força desse céu avaiano.
Uma conversa ao pé do ouvido com Adolfinho, Matagato, Tullo... e vamos arrumar a cozinha.
TamuMausé!
Mas "tamujunto"!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Professor Caçapa

“Daqui para frente é um campeonato de oito jogos."  Caçapa
Confesso a vocês que nos poucos minutos que Caçapa atuou pelo Avaí,  me impressionou. Sua postura, sua colocação, sua capacidade de orientar a zaga e sair com a bola nos pés foi uma aula. Infelizmente de poucos minutos, que assisti na Ressacada, de como deve se comportar um zagueiro em campo. 
Seu retorno é pra comemorar, se jogar vai nos ajudar muito. 

Um pedido


Vou fazer te um pedido "Senhor":
-    (segredo)

E um acordo contigo
-  (promessa secretíssima)
O que usaremos prá isso
Fica guardado em sigilo.
Apenas contigo e comigo.

Portanto peço-te aquilo
E te ofereço elogios,
Todos os dias e noites
Por toda a minha vida.

(Fonte: Caetano Veloso - Oração ao Tempo)

Recado para as legítimas Avaianas

"Quem é da nossa gangue não tem medo!"

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

A voz de um coração avaiano


Esse ano meu coração tem conversado comigo quase todos os dias.
Prova de que ele é um músculo involuntário, pois “fala” comigo sem ser chamado. Sem pedir licença me faz sentir, não ouvir, uma voz na forma da dor.
Não importa onde eu esteja, como meu comandante supremo, ele dá uma voz de comando e bate no peito:
- Avaí! Não permitirei que esqueças.

Como sou passional, nasci assim e a maturidade não tem me ajudado muito a deixar de ser, respondo:
- Mas querido músculo que me domina desde o nascer, o que queres tu de mim? 

E o meu comandante azul responde:
- A mesma postura quando das alegrias que te dei. Peito aberto. Ligação direta entre nós. A fidelidade fácil quando explodi em teu peito nas vitórias e conquistas. A força que te elevou sob minha batuta. Agora exijo, sejas fiel e estejas pronta. Vou bater forte diante das derrotas. Ficarás em pé diante da queda se ela se concretizar? 
Avaí! Não permitirei que esqueças, largues, desistas.  Estou te preparado por dentro. Peito aberto, mantenha o peito aberto. Vais ouvir vozes, muitas vozes vindas de fora. 

Oras, como posso me livrar desse que tem a voz de comando e bate sem pedir licença em meu peito? 
Se dele me desfaço, não Sou mais. Sendo assim, respondo:
-Bate, pode bater forte sempre o mesmo repetido som: AVAÍ.


Sábado amigo(a) é na faixa


Para facilitar a presença do acompanhante na promoção para os sócios em dia, o Avaí Futebol Clube comunica que para a partida diante do Botafogo, neste sábado, dia 22, às 18 horas, não haverá necessidade de cadastro prévio junto à secretaria do clube. O sócio que desejar trazer um acompanhante para o jogo, basta dirigir-se na companhia do mesmo até a catraca, onde o acesso será liberado pela operação de jogo. Cada sócio adimplente estará autorizado a trazer um acompanhante. 

Para ter direito ao benefício, o sócio avaiano deverá estar obrigatoriamente com a mensalidade em dia.



Venda de Ingressos a partir das 14 horas do dia 19/10/11 (quarta-feira)


Valor dos Ingressos:
Setores A, B, D, F, G e H: R$ 20,00 (torcida local)
Setor C: R$ 50,00 (torcida local)
Setor E: R$ 50,00 (torcida visitante)
Área Vip – R$ 80,00
Camarote – R$ 100,00
Obs.: Menores de 12 anos não pagam, e não precisam retirar ingresso nas bilheterias, sendo liberados na catraca desde que acompanhados por um adulto.


Venha para a Ressacada e apóie o Leão em busca da vitória.

Fonte: Site Oficial do Avaí Futebol Clube

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Palavras do Capitão-Artilheiro

Vamos lutar até o final. Eu já vi aí um monte de emissoras que deram como o Avaí já caiu. Acho que enquanto não se confirma, isso não pode ser dito. No futebol não existe  matemática. Existe você fazer o resultado. Uns falam que é 43, 44. A gente não sabe nem se vai chegar nos 40 o último que cair. Acho que tem que ter um pouco de cautela porque tem muita coisa pela frente ainda — garante William. 

Artilharia:

21 Gols Santos/Borges
13 Gols Fluminense/Fred - Internacional/Leandro Damião - Flamengo/Ronaldinho Gaúcho - Avai/William 



Foto: Jamira Furlani
Fonte: ClicRBS

A montagem de um elenco (artigo de Eduardo Fantato)


Montar um elenco de uma equipe profissional de futebol não é uma das tarefas mais simples
Mas o que deve servir de parâmetro e quem são as pessoas que precisam gerir e tomar decisões neste processo?
Virou chavão no futebol dizer que hoje os clubes devem agir como uma empresa e como tal tomar decisões racionais e fundamentadas.
Como consequência da impregnação desse chavão temos uma dicotomia marcante. De um lado os que acreditam fielmente que esse é o caminho para o futebol, já que cada vez mais é um negócio e como tal necessita de processos racionais para obter sucesso. Por outro lado temos os críticos desse processo e defensores do romantismo, da paixão e significados culturais que o futebol possui.
Tanto um como outro devem considerar a outra parte, já que os extremos não condizem com uma administração necessária ao futebol. Sim, o futebol é um negócio, e como tal, seus resultados, ainda que possam aparecer financeiramente, são bem mais potencializados quando vêm juntos ao resultado de jogo, isto é, junto a conquistas e vitórias.

Como complemento, não adianta apenas usar os processos gerenciais de grandes multinacionais e trazê-las ao futebol, haja vista que as emoções sempre existentes no mercado como um todo, porém fazem parte de forma incisiva e marcante no ambiente esportivo, seja para o torcedor, para o diretor do clube, jogadores, enfim todas as partes envolvidas.
Assim, ao montar um elenco, devemos respeitar alguns critérios, inclusive com o uso de recursos tecnológicos, científicos, psicológicos, e com isso fazer projeções.

Compartilhamento de responsabilidades

Não pode ficar a cargo de uma única pessoa (o técnico). A responsabilidade deve ser compartilhada; para tanto, é necessário que as pessoas envolvidas estejam aptas a opinar com conhecimento necessário sobre o futebol, sobre a mentalidade de trabalho (a famosa filosofia de jogo).
Assim conseguimos mesclar os extremos citados anteriormente. Com mais opiniões ou mesmo relatórios sistematizados sobre os atletas, racionalizamos o processo de contratação, minimizando a aquisição por simples e pura emoção, o que poderia resultar em custos não justificáveis, que não alcancem os objetivos esperados por fatores que poderiam ter sido identificados.
Ainda, ao compartilhar as responsabilidades, diminui-se a dependência da montagem de um único profissional, o que para o futebol, com mudanças tão drásticas de comando em curto espaço de tempo, torna-se fundamental.
Para que isso ocorra, é imprescindível o desenvolvimento de recursos dinâmicos, interativos e modernos, a fim de que esse processo possa ser amplamente desenvolvido.
Compartilhar não precisar ser apenas em duas pessoas (técnico e diretor), mas pode envolver funções diferentes, com maior ou menor peso, mas que devem ser consideradas em função das variáveis apresentadas.

Sabemos que em uma reunião presencial com muitas pessoas a decisão acaba ficando prejudicada, porém ao passo que se sistematiza e organiza um procedimento para isso, podemos pensar em um recurso que agrupa relatórios com diferentes pontos observados por diferentes profissionais, facilitando assim o processo de análise, tornando uma reunião de decisão mais objetiva e analítica com base em documentos adquiridos e disponibilizados com rapidez e precisão.

Assim, quem são os profissionais que devem ser ouvidos? 
A seguir, indico e descrevo brevemente alguns que entendo que deveriam fazer parte do processo, sem ainda distribuir pesos e hierarquia de importância entre eles, mas ainda que tenham poder de decisões diferenciado.
Acredito que todos tenham importante contribuição no processo:

Técnico

É o responsável direto pela montagem, a partir de sua “filosofia de trabalho” – ou o que seria mais adequado, de acordo com a mentalidade de jogo do clube, vai definir prioridades com base nas temporadas passadas para ajustar e melhorar o elenco;

Preparador físico

Importante no papel, pois compreende as carências de capacidades físicas no elenco e pode fazer uma análise prévia das condições e do encaixe do novo reforço de acordo com a filosofia de jogo e carências apresentadas;

Médico

É comum no futebol se fazer o exame médico antes de assinar o contrato. Já vimos casos de jogadores praticamente anunciados não fecharem acordo por não serem aprovados em tais exames. O médico poderia antecipar com um banco de dados, com um acompanhamento em grande escala, o que facilitaria o inicio ou não das negociações. Uma previsão realista do médico, sem interesses obscuros por trás, poderia informar se o atleta suporta 50 jogos na temporada ou se o limite são 20 jogos. Assim, cabe ao grupo decidir se esses 20 jogos limites são significativos ou não; não que isso invalidaria, mas que deixaria claro como deve ser utilizado tal atleta;

Analista de desempenho

Responsável pela rede de olheiros (scouts) e quem organiza o banco de informações. Em sintonia com o restante da comissão técnica, identifica carências no elenco e oportunidades no mercado. Vide o exemplo citado por Soriano, no livro “A bola não entra por acaso”. Na ocasião da contratação de Deco pelo Barcelona, um meia criativo que possuía um numero elevados de desarmes;

Diretor de futebol

O diretor de futebol para funcionar nesse processo deve deixar de ser uma figura política e se tornar parte do planejamento do grupo. O presidente só deve entrar nas negociações em última instância, pois não vive o dia-a-dia de treino da equipe, ao passo que o diretor deve ter proximidade com a comissão técnica e desenvolver ações para escolha de acordo com a mentalidade do treinador, mas também sem ficar refém deste. Deve pensar no clube caso o treinador não permaneça por muito tempo: as contratações devem servir ao clube, e não a uma única pessoa;

Diretor financeiro

O departamento financeiro deve estar ciente e por dentro das opções de mercado, porem não pode apenas focar nos valores. Pode e deve colocar limites e evitar extravagâncias por mais que sejam justificáveis do ponto de vista técnico, porém o clube deve ter em mente sua segurança financeira. 

Esse papel de freio é importante, mas não pode ser feito apenas com o olhar tradicional – devem-se ter alternativas para situações especificas, como contusões inesperadas que demandam trazer atletas de nível ou ainda oportunidades que podem se encaixar na filosofia de trabalho do clube;

Diretor de marketing

Ainda com muita resistência no meio, o marketing deve, sim, participar, pois é ele quem pode viabilizar recursos para a vinda de um jogador de ponta ou ainda, por outro lado, identificar potencial de imagem em atletas até então desconhecidos e sem grande apelo, gerando assim visibilidade da marca do clube
São algumas posições e funções que imagino podem estar presentes nas decisões, desde que se tenha elaborado um peso e uma hierarquia de decisão. Quando tiramos a responsabilidade e dependência das mãos de uma única pessoa, conseguimos abrir mais a mente a outras possibilidades. 
Sendo ainda que, quanto mais pessoas estão envolvidas, a gente consegue filtrar emoções e opiniões com argumentos sólidos e consistentes antes de abrir uma frente de negociação, entendendo que o ato de negociar gasta tempo e dinheiro. Evitaríamos abrir frentes cujas variáveis surgiriam e não permitiriam uma concretização como, por exemplo, o estado médico de um atleta, um “rolo jurídico” de outro.
Em síntese, poderíamos tornar mais certeiras as negociações, pois teriam sido pensadas por um grupo de pessoas capacitadas, analisadas com precisão e rigor antes de serem iniciadas.
Dessa forma é importante criar, desenvolver, adaptar, comprar, seja qual for o formato, aplicativos e sistemas de coleta, armazenamento, controle e interação de diferentes tipos de dados.
E são estas algumas variáveis que apresentamos:

• Scout quantitativo
• Scout com vínculo aos Modelos de Jogo e situações (qualitativo/quantitativo)
• Histórico de lesões
• Histórico comportamental (Relatório de adaptabilidade)
• Histórico de relacionamentos (Relatório de adaptabilidade)
• Feeling de profissionais da área técnica

Assim como na coleta de informações com diferentes profissionais, aqui temos a distribuição em diferentes ferramentas e informações que devem ser transformadas em linguagem padrão para a tomada de decisão e devem adquirir seus pesos de importância de acordo com os critérios e filosofia adotados pelo clube.

Esse artigo é de:
Eduardo Fantato (Bacharel em Educação Física (Treinamento Esportivo) pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Mestre em Ciências do Esporte pela Unicamp, Sócio e Diretor Esportivo da ScoutOnline.)

Eles e nós (não atrapalha Toninho)





Tem jogador cansado;
tem jogador que não volta pra marcar;
tem defensor que nem sabe marcar;
tem goleiro de mãos frouxas;
lateral que não avança
e volante com medo da bola, desiste dela.

Mas a nossa torcida...
("Quem é da nossa gangue não tem medo.")
não cansa nunca;
marca em cima;
avança contra os adversários;
não afrouxa jamais;
medo não conhecemos e desistir é verbo que não conjugamos.

Porque nossa leal torcida é assim, enquanto houver chances matemáticas sei que ela pode  fazer o jogador correr 90 minutos, marcar em cima, defender com garras de leão, avançar os laterais e ensinar os jogadores a não desistir nunca, porque coragem para as lutas não nos falta.
(mas por favor, não atrapalha Toninho!)

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

As substituições dizem muito sobre a virada


Quem está na marcação dando proteção a zaga?


Novamente, quem está na marcação protegendo a zaga?


Substituição do Urso pelo Batista:  (Batista, 20'/2ºT)

Gols da virada do Inter: D'Alessandro, 32'/2ºT (2-2), Kleber, 34'/2ºT (3-2); Nei, 38'/2ºT (4-2)

E o nosso técnico fez a substituição porque o Urso tinha amarelo. Me poupe. Felipe (falhando pacas) e Fernandinho também estavam amarelados. Por que não substituiu os dois também? 
Cartões amarelos: Felipe, Fernandinho, Júnior Urso (AVA)

Cléverson é reserva. Quando joga, vai pra cima dos adversários, dá passes para gols, cava pênaltis ...volta pra reserva ou é substituído. 
O "pouco" que a gente tem, Toninho...
Mesmo porque depois que ele tirou Lincoln e Urso no jogo contra o Bahia...
Demissão por justa causa.


#Bandoleiros em viagem - vídeo



Adorei! Como é bom fazer parte dessa torcida. Dessa paixão fora de série!

Cartaz para pregar no vestiário avaiano


Cartaz para pregar no vestiário do Avaí.
Quando o time estiver ganhando, observar o rol abaixo:
 1) Não recuar;
 2) Manter a posse de bola;
 3) Não dar chutão para o ataque;
 4) Cavar faltas;
 5) Tocar curto, nos meias ou no William, que sabe proteger a bola;
 6) Não recuar (só pra lembrar);
 7) Continuar marcando, sem achar que o jogo já está vencido;
 8) Lembrar que o Avaí é o time da raça, ou seja, tem que jogar com raça;
 9) Não recuar (sublinhar essa parte).
Sugestão do George Wagner - roubei do Blog do André Tarnowsky
Eu acrescentaria: 
10) Time que está ganhando não se mexe.
11) Goleiro tem que se jogar no tempo certo. Senão...frango!
12) Defensores, não se enterrem dentro da pequena área, a marcação pode ser feita antes, não é proibido.

Meninos eu vi. Meninos eu senti.

São 2 da manhã e acabei de chegar de Porto Alegre.
Conseguimos ficar duas vezes a frente do placar.
Mas o nosso Toninho Cecílio e a nossa defesa, principalmente o goleiro Felipe (vem falhando muito), conseguiram mais uma vez entregar o ouro pros vermelhos.

Como foi bom estar ao lado da nossa torcida.
Como foi bom fazer essa viagem.
Se eu já conhecia a dor da torcida avaiana,
hoje estive bem próxima dela.
Grudada, agarrada aos nossos.
Mas a nossa dor não é moribunda. Não é! Eu afirmo.
A nossa dor dilacera mas não cala, não mata.

Num Beira Rio pintado de vermelho, cantamos:
- Olê, Olê eu canto sou avaiano até morrer.
E num Beira Rio vazio, pós-jogo, derrotados, esperando para sair do estádio, cantamos:
- Ninguém cala esse nosso amor.
Que torcida a nossa.
Se eu já a amava em nossa terra, longe daqui ela me arrebatou.
Nos sustentamos num abraço azul.
- E é por isso que eu vou cantando só por ti Leão!


(Depois conto mais sobre essa viagem. São tantas emoções)

sábado, 15 de outubro de 2011

Sem Ken no Beira-Rio.

Li agora no blog do meu querido André que perdemos Pedro Ken para o jogo de amanhã.
Ken tem sido o titular da posição.
Um jogador que me passa a impressão de poder render muito mais no que vem rendendo no nosso time.
O convocado para o lugar de Ken foi Batista.
Já estamos sem Daniel por força de contrato e sem Lincoln.
Daniel mostrou um pouquinho mais de futebol nos últimos dois jogos.
Lincoln é desnecessário escrever sobre a sua importância nos jogos.
Quem serão os onze?
Não tenho a menor ideia!
Toninho Cecílio vive nos assustando com suas escalações e substituições.
Mas eu como sou do Bando de Loucos, já arrumei as malas.
Vou estar no Beira-Rio.
Fui escalada.
Vou pra luta!

Essa é do Bando


E não é que uma das nossas #BandoleirasDaRessacada faz aniversário no dia do Professor?
Não poderia mesmo ser diferente.
Quando ela quer... dá "aula".


Feliz Aniversário Gi Severo!
Claro que uma mulher como tu só poderia ter a alma, o coração e o DNA totalmente azuis.
Mil beijos.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

#BandoleirasDaRessacada












BANDO DE LOUCAS


Bandoleiras Azurras, mande sua foto na Ressacada. 
kkdnazul@hotmail.com
Como já disse a Rita Lee: "Quem é da nossa gangue não tem medo!"